Aleitamento materno

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3156 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
3.0 PROCESSO FISIOLÓGICO DA MAMA:
3.1 MAMOGÊNESE
Significa o desenvolvimento da mama. Sob influência hormonal, as mamas sofrem modificações desde a fase embrionária até a puerperal, acentuando-se na fase gravídica, quando ocorrem alterações quanto ao tamanho, forma, turgescência e histologicamente, devido ao desenvolvimento de tecido glandular quiescente. Fenômeno de hipertrofia mamáriaque se inicia logo após a fecundação. Deve-se à ação dos estrógenos sobre os ductos e da progesterona sobre os ácinos, provocando hipertrofia e hiperplasia dos mesmos. Ao mesmo tempo que se hipertrofia o aparelho glandular, há neoformação dos capilares arteriais, venosos e linfáticos em contato com os ácinos.
Na fase gravídica ocorre alteração considerável dentro do próprio tecido
mamário,como proliferação do tecido glandular e diferenciação das células alveolares que se tornam secretoras.
3.2 LACTOGÊNESE
Significa o início da produção láctea, pelos elementos glandulares. Após a dequitação, o perfil hormonal se altera consideravelmente. Os estrógenos circulantes caem a níveis baixos. Na medida em que caem os níveis hormonais placentários, a secreção de um complexo dehormônios lactogênicos, provenientes da hipófise anterior, aumenta consideravelmente. Ao mesmo tempo o fluxo sangüíneo das mamas aumentam, levando mais hormônios e precursores do leite para as células alveolares.
Os estrógenos atuam nos ácinos, bloqueando, em suas células galactóforas, os receptores da prolactina, de modo que este hormônio seja incapaz de originar secreção láctea nestas condições. Coma dequitação da placenta e a eliminação do estrógeno, os ácinos ficam desbloqueados, sendo estimulados pelo hormônio lactogênico. Assim se explica por que durante a gestação não há eliminação de leite e, sim, uma secreção de colostro, produto de ação combinada dos estrógenos e da prolactina em nível mamário. A secreção de leite em mulheres grávidas que ainda amamentam se processa pelo mecanismoneurogênico.
Após o estabelecimento da lactação, não se requer em grandes quantidades de prolactina circulante, pois, cada vez que a criança é amamentada, produz-se uma elevação brusca de prolactina.
3.3 LACTOPOESE
Significa a manutenção da secreção láctea. Depende do mecanismo reflexo, tendo como ponto de partida a sucção do mamilo pelo lactente. O estímulo mecânico da sucção promove aexcitação das terminações nervosas da aréola e mamilo - proprioceptores - e os impulsos nervosos são transmitidos através de nervos aferentes somáticos do S.N.C., ocorrendo uma resposta aguda dos neurônios neurosecretores, com o aparecimento de três eventos neuroendócrinos resultantes da sucção: liberação de prolactina (produção de leite), de ocitocina (provoca contração das células mioepiteliaisconseqüente ejeção do leite) e de gonadotrofina (responsável pela amenorréia pós-parto).
Portanto, através da sucção do lactente e esvaziamento da glândula, mantém-se em funcionamento o reflexo neuroendócrino e a atividade secretora, pela produção de prolactina e liberação da ocitocina. Quando a pressão intra-alveolar diminui, a secreção láctea aumenta. E, também com a solicitação repetidaao nível do mamilo, a depleção renovada dos ácinos resulta em maior produção de leite. É de grande importância esta sensibilidade hipotalâmica-hipofisária às variações de pressão intra-alveolar, pois permite que a quantidade de leite a ser produzida seja adaptada aos requisitos alimentares do recém-nascido, cuja adaptação ocorre nos primeiros dias de lactação.
O processo de produção de leiteocorre em dois momentos distintos, incluindo o estágio de secreção do leite, efetuado dentro do lúmen alveolar, e o estágio de propulsão ou ejeção, pelo qual o leite passa ao longo do sistema tubular ou conduto.

3.4 MECANISMO DA SUCÇÃO
Applebaum (1970) descreve a sucção, enfocando a movimentação das partes moles da boca.
1. Os lábios do bebê firmam-se na junção mamilo-areolar; os...
tracking img