Aleitamento materno

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2742 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO



Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o aleitamento materno é fundamental para o crescimento e desenvolvimento infantil. Dentre vários benefícios à saúde da criança, destaca-se seu potencial para reduzir a mortalidade infantil por doenças infecciosas em geral. ¹
Apesar das instituições de saúde recomendar aleitamento materno exclusivo até os seis meses deidade, estimativas globais mostram que não mais do que 35% das crianças são amamentadas exclusivamente até o quarto mês de vida. ¹
Visando a prolongar o tempo de aleitamento materno, propuseram a Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), cujo objetivo é garantir apoio das maternidades ao aleitamento materno por meio de ações realizadas durante o ciclo grávido-puerperal e promover respeito aoCódigo Internacional dos Substitutos do Leite Materno. ¹
Tomamos como objetivo do nosso trabalho, mostrar para os futuros profissionais da área da saúde, a importância da orientação para as mães sobre o aleitamento materno, e da criação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança.

















CAPITULO 1





1.1 A IMPORTÂNCIA DO ALEITAMENTO MATERNO E SEUSBENEFÍCIOS.



A importância do aleitamento materno tem sido internacionalmente enfatizada em diversos documentos da Organização Mundial de Saúde (OMS) que recomendam o aleitamento materno exclusivo por seis meses de vida. Baseados nessas evidências científicas dos benefícios do aleitamento materno exclusivo, muitos países, dentre eles o Brasil, assumiram oficialmente a recomendação de alimentoscomplementares após os seis meses de idade.

O leite humano é um alimento nutricionalmente adequado para o recém-nascido, adaptado ao metabolismo deste, desempenhando importante papel no desenvolvimento da criança e proporcionando proteção imunológica; além disso, estimula a relação afetiva do bebê com a mãe. Com base em evidências científicas, a OMS recomenda a prática da amamentaçãoexclusiva por seis meses e a manutenção do aleitamento materno acrescido de alimentos complementares até os dois anos de vida ou mais. ²
“A duração do aleitamento materno pode ser favorecida ou restringida por fatores biológicos, culturais, relativos à assistência à saúde e sócio-econômicos. Os profissionais de saúde por meio de suas atitudes e práticas podem influenciar positiva ounegativamente o início da amamentação e sua duração. Em particular, a equipe de saúde pode incentivar a amamentação e apoiar as mães, ajudando-as a iniciá-la precocemente e a adquirir autoconfiança em sua capacidade de amamentar. [...] Todos devem ter acesso às informações sobre os benefícios do aleitamento materno.”(UNICEF, 2004)


O aleitamento materno é a estratégia isolada de maiorimpacto na mortalidade na infância e, segundo evidências científicas, atribui-se ao aleitamento materno a capacidade de reduzir em 13% as mortes de crianças menores de cinco anos por causas previsíveis em todo o mundo (JONES e STEKETEE, 2003), como por exemplo, a diarreia, pneumonia e sepse neonatal,

De acordo com BRANDEN (2000) o colostro e o leite materno transmitem para o bebê anticorposmaternos que são importantes para as defesas imunológicas contra infecções e alergias alimentares. A digestão do leite materno é fácil, o que implica o melhor e mais rápido aproveitamento dos nutrientes pelo organismo do bebê, quando comparado ao leite artificial. A sucção promove a estimulação oral e ajuda a desenvolver os músculos da face e os dentes. A amamentação também traz benefícios àmulher, pois favorece o vínculo com o bebê, promove a involução uterina e facilita o retorno do corpo materno à sua forma original mais rápida. Contribuindo também para diminuir a frequência de doenças alérgicas, agudas e crônicas e melhorar o desenvolvimento cognitivo e intelectual da criança. ¹, ³

Outras orientações relevantes deste autor é que o leite do início “sacia” a sede e protege...
tracking img