Alberto caeiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (314 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ALBERTO CAEIRO – O MESTRE INGÉNUO

Para Caeiro fazer poesia é uma atitude involuntária, espontânea, pois vive no presente, não querendo saber de outros tempos, e de impressões, sobretudovisuais, e porque recusa a introspecção, a subjectividade, sendo o poeta do real objectivo.
Caeiro canta o viver sem dor, o envelhecer sem angústia, o morrer sem desespero, o fazer coincidir o ser como estar, o combate ao vício de pensar, o ser um ser uno, e não fragmentado.
• Discurso poético de características oralizantes (de acordo com a simplicidade das ideias que apresenta):vocabulário corrente, simples, frases curtas, repetições, frases interrogativas, recurso a perguntas e respostas, reticências;
• Apologia da visão como valor essencial (ciência de ver)
• Relação deharmonia com a Natureza (poeta da natureza)
• Rejeita o pensamento, os sentimentos, e a linguagem porque desvirtuam a realidade (a nostalgia, o anseio, o receio são emoções que perturbam anitidez da visão de que depende a clareza de espírito)

|Objectivismo |Sensacionismo ||apagamento do sujeito |poeta das sensações tal como elas são |
|atitude antilírica |poeta doolhar |
|atenção à “eterna novidade do mundo” |predomínio das sensações visuais (“Vi como um danado”) e das |
|integraçãoe comunhão com a Natureza |auditivas |
|poeta deambulatório |o “Argonautadas sensações verdadeiras” |
|Anti-metafísico (“Há bastante metafísica em não pensar em |Panteísmo Naturalista |
|nada.”)...
tracking img