AIDS

Páginas: 5 (1074 palavras) Publicado: 26 de fevereiro de 2015
 AIDS
Introdução
No final dos anos 1970, a AIDS (Acquirred Immune Deficiency Syndrome) ou SIDA(Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) como é chamada no Brasil era uma doença ainda quase desconhecida pela opinião pública e ainda pouco estudada pelos cientistas. No início dos anos 1980 houve um rápido e exponencial crescimento do número de infectados pelo vírus HIV edas mortes decorrentes da doença.
Nessa época, países de todo o mundo começaram a definir políticas públicas com o intuito de conter o avanço da doença. Nesse texto, iremos abordar o conjunto de ações adotadas pelos gestores públicos brasileiros, considerado um dos bons exemplos internacionais.
O conjunto de medidas do Governo Brasileiro
            Nas últimas duas décadas e meia, o Brasiladotou um conjunto de medidas e políticas públicas que levaram o país a ser visto como uma das principais referências no combate à SIDA (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida).
Uma das ações importantes colocadas em prática foi a realização de freqüentes campanhas de conscientização promovidas pelo Ministério da Saúde. Ao longo dos últimos 20 anos foram realizadas inúmeras ações de comunicação comdiversos objetivos: informar sobre as formas de contaminação e os métodos de prevenção; combater o preconceito em relação à doença; estimular a realização de testes para identificar os indivíduos soros-positivos etc.
A doença é transmitida por meio de relações sexuais com indivíduos contaminados ou pelo contato com sangue infectado. Por isso, foram adotadas algumas frentes de combate àcontaminação. O Governo investiu progressivamente em programas de aquisição e distribuição gratuita de preservativos, visando diminuir o contágio por meio de relações sexuais. Também foram realizadas ações de prevenção junto a dependentes químicos usuários de drogas injetáveis, visando evitar o contágio pelo compartilhamento de seringa.
Também passou a se exigir mais rigor de hospitais e profissionais desaúde para se evitar o contágio de pacientes. Nesse sentido, podemos destacar as rotinas de testes em sangue destinado a transfusões, a esterilização de equipamento e a utilização em maior escala de itens descartáveis, como as seringas para coleta de sangue e aplicação de medicamentos.
As políticas públicas não ficaram restritas à prevenção de novos portadores do vírus HIV. O país destacou-setambém no tratamento aos soros-positivos. Nesse sentido, o principal marco foi à definição por parte do governo de que todo brasileiro portador do vírus deveria ter acesso gratuito ao tratamento, tendo direito a receber do Estado o “coquetel” de medicamentos.
Para isso, o Governo atuou em três frentes: a quebra da patente de alguns dos medicamentos; a produção em solo brasileiro de genéricos de algunsdos medicamentos que compõem o coquetel; a negociação junto a grandes laboratórios visando comprar medicamento de última geração com bons percentuais de desconto.
Com isso, a expectativa de vida dos portadores do vírus HIV aumentou significativamente no Brasil e a taxa de mortalidade decorrente da doença caiu. Além disso, a qualidade de vida dos pacientes foi elevada significativamente com oacesso ao tratamento.

O panorama atual
O acompanhamento estatístico da evolução da SIDA no Brasil tem sido feito de forma permanente desde 1987. Naquele ano, o Ministério da Saúde tornou compulsória a notificação dos casos de SIDA no país.
            Embora seja claro que as políticas adotadas contribuíram para evitar uma situação devastadora, o país ainda está longe de poder considerar abatalha vencida. Isso fica latente ao analisarmos números recentes que apontam que há tendência de elevação no número de infectados com o vírus HIV cresceu em determinadas parcelas: pessoas do sexo feminino; habitantes de cidades do interior; pessoas das classes D e E; jovens de 12 a 19 anos.
Conclusão
As políticas públicas brasileiras para combate à SIDA apresentaram bons resultados ao longo das...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Aids
  • Aids
  • Aids
  • Aids
  • AIDS
  • aids
  • Aids
  • aids

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!