Africa e america

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1355 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DE RIBAMAR
SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO
ESCOLA MUNICIPAL LICEU RIBAMARENSE

África e América – Negros e Índios: Resgate da consciência, dos primórdios aos dias atuais

São José de Ribamar

JUNHO/2010SUMÁRIO

1. IDENTIFICAÇÃO 02
2. JUSTIFICATIVA 02
3. OBJETIVOS GERAIS 02
4. OBJETIVO POR ÁREA DE ESTUDO03
5. ESTRATÉGIA DE TRABALHO 05
6. ORÇAMENTO 05
7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 05

1. IDENTIFICAÇÃO

NOME: África e América – Negros e Índios – resgate daconsciência, dos primórdios aos dias atuais.
INTERDISCIPLINA: Todas as disciplinas
TEMA TRANSVERSAL: Pluralidade cultural, ética e saúde
SÉRIES: 1º ao 9º ANO
PERÍODO: 2 bimestres
PRODUTO FINAL: novembro/2010

TEMA: Antigo Egito e mundo atual – herança histórica (6º ano e 8ª série)
SUBTEMAS:
- Ciclo da cana-de-açúcar no Brasil industrialização – da servidão coletiva ao capitalismopassando pelo escravismo moderno (negro) 5° e 7° anos.
- Cultura indígena – Todos os alunos

TEMAS TRANSVERSAIS: Pluralidade cultural, ética e saúde – África e América da antiguidade ao mundo atual (1° e 4º anos)


Área de Estudo: Todas as disciplinas
Tempo requerido: 2 bimestres

Equipe de trabalho: 5 integrantes por equipe.2. JUSTIFICATIVA

A lei nº10. 639, de 9 de janeiro de 2003 altera a Lei nº9. 394, de 20 de dezembro de 1996 (LDB) em seus art.26-A e 79-B instituindo a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro–brasileira”.Em 2008 a Lei 11.645 disciplinou inteiramente a matéria tratada na 10.639, a revogou e acrescentou a obrigatoriedade da cultura indígena.
Buscando uma forma de trabalharmos esta lei de uma forma que os alunos tivessem uma participação efetiva decidimos desenvolver este projeto dando ênfase para a história do Egito (norte da África) e os engenhos de cana-de-açúcar sem esquecer de inserir notrabalho a cultura indígena, mais especificamente a Gamela com seus traços ainda presentes em São José de Ribamar

O Liceu Ribamarense trabalha este tema desde 2008 quando da implantação da lei e neste ano letivo de 2010 trabalharemos o tema em duas etapas sendo que a primeira constará de pesquisa bibliográfica e a segunda da elaboração de maquetes representando a história do Egito e da exploraçãodo negro nos engenhos de cana-de-açúcar além de um cenário com as principais contribuições indígenas nos campos da arquitetura (pirâmides maias) ruínas de cidades (Peru), organização social e política dos Incas, desenvolvimento científico (matemática, astronomia) além da medicina fitoterápica, instrumentos de caça e pesca e prática de esportes dos Índios Gamelas (presentes em São José de Ribamar).É nossa intenção fugir da temática que coloca o africano e o povo nativo das Américas como vítimas que “precisa de ajuda” e tentar mostrar suas características produtivas e criativas nos campos da arquitetura, astronomia, medicina, matemática e arte afastando-os da imagem criada por falsas ideologias científicas ou religiosas que os coloca como incapazes os mesmos descendentes do DIABO....
tracking img