Administracao publica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 30 (7385 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de maio de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
O presente trabalho tomou como ponto de partida, com substâncias alterações, anotações apartir da explicacão do docente, muito mais pelas investigações apartir do livro de Brazão Mazula, algumas consultas bíblicas e seminários promovidos pelo Ministério de Administração Estatal, no âmbito da articulação inter institucional.
Dada a extensão e complexidade da matéria, considerando aimpossibilidade de o mesmo ser tratado aqui e agora na globalidade, iremos aborda-la, tendo como enfoque a Sociedade moçambicana no geral e muito particularmente a questão de modelos de felicidade na actual sociedade moçambicana, na espetactiva de poder corresponder ao trabalho solicitado, no sentido de participar na melhoria de métodos eticos no seio da sociedade, mediante a materia dada pelodocente aos estudantes da Administração Pública.
Contudo, a elaboração do presente trabalho coincide com a importância e prioridade que o Estado Moçambicano e suas instituições promovem capacitações aos funcionários na matéria da Reforma no Sector Público.
O presente trabalho possue uma estrutura de debate as ideais já expostas (Mazula), com subtemas num sentido científico . Tem como maior enfoque aSociedade maçambicana.
Não querendo esgotar aqui com toda informação, mas apenas introdução, nisso partimos para abordagem.







Modelos de felicidade na actual sociedade moçambicana
De acordo com o diálogo que o filosofo Agostinho, as mais profundas reflexões na história do pensamento do Continente, sobre A vida feliz ou a felicidade. No que concerne as ideias que ele apresenta,referindo que no centro da reflexão está a felicidade do indivíduo, isto é, quanto mais melhor decide o indivíduo ai há paz e alegria.
De facto concordaria com as suas ideais, porque a paz é uma coisa que deve se buscar, vive – lá, e para alguém obter a felicidade precisa primeiramente ser um alguém com reflexão profunda porque terá que sofrer afrontas. Não só, todo o homem possui uma chamada aseguir as coisas que são para a paz e edificação para com todos homens.
Realmente a sociedade Moçambicana precisa este modelo de pensamento de vida que só ocorre num grupo que se preocupa com a vida feliz com o fim de seguir a paz com todos e sua respectiva santificação.
A paz e a felicidade não se aprendem, mas, sim busca – se, dai surge a ideia acima referida.
Portanto, a felicidade não teriacomunhão com a corrupção, logo positivamente reforçaria a abordagem sobre a corrupção como obstáculo a felicidade. Reparando a sociedade moçambicana, seriamente encontra –se misturada pela pobreza absoluta e o seu modelo de felicidade é deficiente, por causa da corrupção, realmente é uma parasita e é caduca, uma nação de todo corrompida na mente, réprobos quanto a fé.
Sobre influência e teseprincipal
De acordo com a percepção do Cícero, de que a busca da verdadeira felicidade e verdadeira sabedoria, referindo a sabedoria como arte de viver que traz a felicidade verdadeira. Para secundar a tal ideia iria recorrer ao sábio provérbio dizendo: boa é a sabedoria havendo herança e de proveito para os que vêem o sol. A sabedoria fortalece ao sábio, mais do que dez poderosos que estejam numacidade.
A sabedoria protege como protege o dinheiro, mais o proveito da sabedoria é que ela dá vida ao seu possuidor. Ecl.07:12.
De acordo com o entendimento do Sócrates, Platão e Aristóteles, a felicidade como a posse do bem supremo, consistindo no aperfeiçoamento do homem como tal, desenvolvendo actividades que o diferenciam de todas as outras coisas, de tal maneira que quem quiser viver felizdeve viver segundo a razão, não segundo a riqueza. É certo, assim como diz o Eclisiaste que havia uma pequena cidade em que haviam poucos homens, veio contra ela um grande rei que sitiou –a e levantou grandes baluarte . Encontrou –se nela um homem pobre, porém sábio, e que a livrou com a sua sabedoria, contudo ninguém se lembrou dele.
Então surge o principio de que: melhor é a sabedoria do que a...
tracking img