Adam smith

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 47 (11618 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Economia comportamental: de volta à filosofia, sociologia e psicologia
Fernando Nogueira da Costa

Texto para Discussão. IE/UNICAMP n. 173, dez. 2009. ISSN 0103-9466

Economia comportamental: de volta à filosofia, sociologia e psicologia
Fernando Nogueira da Costa 1

Resumo Depois de investigar 250 anos da história do pensamento econômico, através do exame das obras de Smith, Bentham,Mill, Veblen, Hobson, Berle e Means, Thaler, Layard, conclui-se que está sendo retomado o caráter multidisciplinar dos primórdios da ciência. Os cientistas estão empenhados em conhecer o comportamento humano na tomada de decisões de comprar, vender ou investir. Áreas distintas da ciência estão somando recursos para estruturar a área de pesquisa destinada a cumprir essa tarefa: a neuroeconomia. Elaé resultado da união de ferramentas de investigação e conhecimentos de filosofia, psicologia, sociologia, economia e neurologia. Palavras-chave: Finanças comportamentais – Economia da felicidade. Abstract Behavioral economy: back to the philosophy, sociology and psychology After investigating 250 years of history of economic thought, through the examination of works of Smith, Bentham, Mill, Veblen,Hobson, Berle and Means, Thaler, Layard, this article concludes the multidisciplinary nature of the early science is being returned. Scientists are committed to what leads us to buy, sell or invest. Different areas of science are adding resources to structure the search area to perform this task: the neuroeconomics. It is the result of the union of research tools and knowledge of philosophy,psychology, sociology, economics and neurology. Keywords: Behavioral finance – Happiness economics. JEL Classification: B10, B52, G11. Área Anpec: Área 1 - Escolas do pensamento econômico, metodologia e economia política.

Introdução Os primeiros autores reconhecidos como economistas, por terem se formado no debate filosófico, trataram tanto dos fenômenos sociais quanto do comportamento individual.Poderiam também ser considerados psicólogos. O objetivo deste artigo-resenha é recuperar, sinteticamente, a história desse pensamento econômico multidisciplinar. Mostraremos, na primeira seção, como Smith (1759/1999) usou diversos conceitos psicológicos em sua obra Teoria dos
(1) Professor-adjunto/Livre-docente do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (IE/Unicamp). E-mail:fercos@eco.unicamp.br.

Texto para Discussão. IE/UNICAMP, Campinas, n. 173, dez. 2009.

Fernando Nogueira da Costa

Sentimentos Morais. Ele apresentava descrições dos efeitos psicológicos sobre o bem-estar humano que, quase 250 anos depois, seriam estudadas pelos economistas comportamentais. No final do século XIX, segundo Nunes (2008, p. 22), “os economistas acreditavam que a economiapoderia se tornar ciência natural. A partir da revolução marginalista, a física e a matemática começaram a ser usadas como ferramentas na análise econômica. Com a síntese neoclássica, a queda da hipótese hedonista e a crítica à mensurabilidade das preferências na teoria da escolha, iniciou-se processo de expurgo dos pressupostos psicológicos da teoria econômica. A formalização axiomática da teoria daescolha aliada ao desenvolvimento dos métodos econométricos enterraram a tentativa de agregar os pressupostos psicológicos à economia ainda nas primeiras décadas do século XX”. A adoção de pressupostos estritamente racionais e do método dedutivológico eliminou qualquer resquício de fundamento psicológico na análise econômica. Seus desenvolvimentos via modelo de expectativas racionais, economia dainformação, equilíbrio na teoria dos jogos, precificação de ativos com base no binômio risco e retorno, etc., possibilitaram a exclusão dos fatores psicológicos da análise científica dos investimentos. Supõem que as diferenças individuais que não estejam de acordo com o comportamento racional são eliminadas, no mercado, pela arbitragem. Mas, antes de chegarmos a esses estágios da história do...
tracking img