“O self na visão de freud, winnicott e lacan”

Páginas: 6 (1462 palavras) Publicado: 10 de julho de 2012
SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA DE PSICANÁLISE – SCOPSI
CURSO DE FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

Ensino sistemático e avançado dos fundamentos da teoria, técnicas e experiência psicanalítica


Evânia Lima Bernardo
Turma “A”












“O Self na visão de Freud, Winnicott e Lacan”






Relatório sobre o Self na visão de Freud,Winnicott e Lacan, apresentado ao curso de formação em Psicanálise, 9º módulo da SCOPSI – Sociedade Contemporânea de Psicanálise. Sob a supervisão do Psicanalista Clínico e Hipnoterapeuta, Dr. Edécio F. dos Santos.









1 PAULO AFONSO – BA


2 AGOSTO/2011










INTRODUÇÃO

Esse trabalho tem o objetivo de focalizar algumas abordagens do conceito de self (ousi-mesmo), a partir de uma análise sucinta dos desafios que a formação do self enfrenta hoje, compará-las com a perspectiva da psicanálise Freudiana, winnicottiana e Lacaniana. Iniciando-se com um rápido panorama que nos permita identificar diferentes conotações da noção de self, para depois ver em que sentido o self do homem contemporâneo é ameaçado e finalmente analisar a contribuição daabordagem desses Psicanalistas renomados, cada um em sua especificidade.
 
















“O Self na visão de Freud, Winnicott e Lacan”
“O nosso destino parece ser caminhar nessa imensa selva obscura, dominada pelo fantasma da violência, onde o caminho (do self) foi perdido” (Dante Alighieri)

O self significa nosso eu profundo, no sentido de que temos uma essência, ummodo de ser que existe como possibilidade, ou seja, latente, ainda não manifestado desde o nascimento.


Na teoria psicanalítica, somente mais recentemente o conceito de self foi adquirindo uma conotação mais definida, Girola citando Kohut resume estes avanços no prefácio do seu livro Análise do self.

Para Kohut, as noções de self, ego, id, superego, personalidade e identidaderefletem conotações conceituais diversificadas. Ego, id e superego representam, na linguagem psicanalítica, uma conceituação abstrata do aparelho psíquico, portanto uma noção distante da experiência. Já o self representa uma abstração mais próxima à experiência, pois se trata de “uma estrutura dentro da mente”, catexizada com energia instintiva e com continuidade no tempo. Para este autor,“representações do self estão presentes não somente no id, no ego e no superego, mas também dentro de uma única instância da mente”. Neste sentido, podem existir, lado a lado, representações contraditórias do self. “O self, assim, bastante análogo às representações de objetos, é um conteúdo do aparelho mental, mas não é um dos seus constituintes, isto é não é uma das instâncias da mente”. Não fica claro,contudo, como o self, sem ser um constituinte do aparelho mental possa se tornar um organizador das atividades mentais, como o autor afirma mais adiante.

Segundo o “Pai da Psicanálise” Sigmund Freud a palavra self (dos Ich) é como uma parte específica da mente, caracterizada por atributos e funções especiais. Além de permitir uma ponte entre consciente e inconsciente, tendo o self uma funçãoimportante que é estabelecer a continuidade temporal, que garante ao indivíduo a unidade para além da fragmentação do espaço e do tempo. Como esclareceu Wiley, esta função se estende à possibilidade do ser humano se relacionar com a atividade simbólica, integrando em si o objeto, o significado e o próprio intérprete. Freud, utilizava de forma indiscriminada os conceitos de ego e self. Quandoutilizava Ich em oposição ao superego e ao id, referia-se ao ego; quando utilizava Ich em oposição ao objeto, referia-se ao self. Ramos (2001, p. 14), tentando simplificar estes conceitos, coloca:
1°. A teoria do aparelho psíquico elaborada por Freud estabeleceu três instâncias psíquicas: Ego, Id e Superego.
2.  O Ich usado por Freud como ego, possui a função de mediador entre o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Lacan/Freud
  • freud e lacan
  • Atravessamentos entre lacan e winnicott
  • INTEGRAÇÃO DE FREUD LACAN E JUNG
  • Retomada de lacan a freud
  • A psicologia de lacan a freud
  • Concep O De Sujeito Freud A Lacan
  • resumo de desejo e saber em Freud e em Lacan

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!