O processo de socialização na escola

Páginas: 8 (1849 palavras) Publicado: 6 de junho de 2015
O processo de socialização na escola: a evolução da condição social da criança

O processo de socialização da criança na escola tem merecido dos pedagogos e psicólogos variados estudos explicativos e normativos. Entretanto, estas metodologias e enfoques teóricos são construídos tomando por base determinadas concepções raramente explicadas ou redefinidas.
A ausência de uma analise critica dessasquestões resulta em uma visão abstrata da criança e da escola. Esta idealização de uma “natureza infantil” e de uma função socializadora da educação, destituída de seu caráter histórico e socialmente determinado reduz esta teoria a uma finalidade profundamente ideológica.

A ideia de infância: a condição social de ser criança

A ideia de infância, tal como concebemos hoje, surge simultaneamenteao sentimento de família, que desenvolve-se a partir do século XVII unindo emocionalmente seu integrantes em núcleos separados, e ao desenvolvimento da educação escolar. Resultando na organização das relações sociais de produção da sociedade industrial.
Anterior a isso a duração da infância se limitava aos primeiros sete anos de vida, ou até que seu desenvolvimento físico estivesse assegurado.Sendo assim ela passaria a conviver com os adultos e a aprendizagem de valores e costumes se daria a partir do convívio com os mais velhos. Era uma forma de criação coletiva, onde se misturavam idades e condições sociais distintas.
A partir do século XVIII como a destruição das formas comunitárias e tradicionais da criação dos filhos instaurou-se a família burguesa organizada em função docapitalismo, criando um novo padrão de família, que primava pela privacidade e intimidade entre os integrantes da mesma. Os pais passaram a mandar seus filhos para a escola onde receberiam uma sólida formação pelo pensamento moralista da época.
Com esta mudança na visão da infância, a criança foi afastada do convívio com outros adultos que não fossem de seu núcleo familiar e da escola. Com isto, sua condiçãosocial foi rejeitada, ela perdeu a possibilidade de opinar sobre decisões que lhe diziam respeito e foi excluída do processo de produção e das festas restando a ela a condição de mera consumidora de bens e ideias produzidos pelos adultos.
Charlot analisa a imagem moderna da criança como um ser usualmente definido pelo que ele tem de contraditório o que é explicado pela sua própria naturezainfantil. A criança estaria desprovida de meios para enfrentar o mundo, por isso é naturalmente inocente e naturalmente má. A ideia de infância como um fato natural justifica todas as concepções comuns sobre a criança e tem a função ideológica de dissimular a sua desigualdade social , enquanto estiver à margem do processo de produção.
Apesar de a deia de infância ser uma representação dos adultos e dasociedade, a criança tende a internalizar este modelo e acaba por torna-lo sua realidade. Enquanto a assimilação da imagem corresponde às aspirações dos adultos, a rebeldia corresponde ao temor da não assimilação, que é preciso a todo custo evitar. Assim ideologicamente fica legitimada a necessidade de se auxiliar a criança no seu processo de assimilação das normas e penalizar aquelas que asrecusam, em nome de uma condição natural da criança.
Independentemente de sua origem social, a criança passa por um por um processo de maturação biológica, em que seu desenvolvimento depende da mediação do adulto. Assim, a dependência da criança é um fato social e não um fato natural.
Esta distinção entre natureza e condição infantil esclarece o uso ideológico da ideia de natureza infantil pradissimulação das diferentes condições a que são submetidas as crianças em função da sua origem de classe. Falar da condição de criança remete a consideração de uma criança concreta, socialmente determinada em contexto de classe sociais antagônicas.
Na educação podemos distinguir duas concepções distintas de criança na pedagogia. Ambas conservam ideia de natureza infantil.
Para a pedagogia tradicional, a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O papel da escola no processo de socialização infantil
  • O processo de socialização na escola: a evolução da condição social da criança
  • o caráter plural e complexo do processo de socialização na escola
  • Socialização na Escola
  • Processo Socialização
  • O processo de socialização
  • processo de socialização
  • Processo de Socialização

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!