O processo de desumanização dos judeus como facilitador do holocausto

Páginas: 38 (9412 palavras) Publicado: 16 de fevereiro de 2013
O PROCESSO DE DESUMANIZAÇÃO DOS JUDEUS COMO FACILITADOR DO HOLOCAUSTO
Luiz Eduardo Farias da Silva[1]

RESUMO

O presente trabalho tem como objeto de estudo o processo de desumanização dos judeus, obra reforçada na Alemanha dos 1920 até o fim da Segunda Guerra Mundial, enquanto o Partido Nazista esteve em evidência no cenário nacional. Compreende-se que o extermínio de cerca de seis milhõesde judeus, no que ficou conhecido como Holocausto, foi possível, dentre múltiplos aspectos, devido ao fato destas pessoas não serem consideradas seres humanos. Ao contrário, a sobrevivência dos judeus era uma ameaça ao mundo, sobretudo aos arianos, devido ao seu caráter parasitário e degenerador das raças.
Palavras-chaves: Antissemitismo, Holocausto, Nazismo, judeus.

ABSTRACT

This workaims to study the process of dehumanization of the Jews in Germany reinforced the work of 1920 to the end of World War II, while the Nazi Party was in evidence on the national scene. It is understood that the extermination of some six million Jews in what became known as the Holocaust was possible, among many aspects, due to the fact these people are not considered human beings. In contrast, thesurvival of the Jews was a threat to the world, especially the Aryans, due to its parasitic character and degenerate race.
Keywords: Anti-Semitism, Holocaust, Nazis, Jews.


INTRODUÇÃO




O Holocausto certamente é um dos temas mais intrigantes da Idade Contemporânea. Longe de ser objeto de consenso historiográfico, se é que isso pode ser possível em qualquer tema, há inclusive aquelesque defendem a inexistência de tal acontecimento.[2]
O nosso trabalho pretende mergulhar no universo das possíveis explicações para a Shoah[3]. Quem de nós não tem uma opinião formada sobre este assunto? No entanto, eis um dos exercícios mais difíceis ensinados com maestria por Marc Bloch: o historiador não deve julgar, apenas compreender.[4] E não são poucos os que advertem para o perigodo “tentar entender” se transformar em “justificação”.[5] Para Claude Lanzmann, cineasta francês que dirigiu um dos maiores documentários sobre o Holocausto, explicar Auschwitz é um “ato fundamentalmente imoral”, pois, “implicaria o abandono da sensação inicial de espanto, de choque.”[6] Talvez seja por tudo isso que nenhum museu ou memorial jamais conseguirá retratar a perseguição nazista aosjudeus, pois segundo um sobrevivente sempre faltará o essencial: o horror.[7] Nas palavras de Ian Kershaw, “diante de Auschwitz, os poderes de explicação do historiador parecem deveras insignificantes.”[8]
Mesmo sabendo de todas as dificuldades de enveredar-se por este caminho, decidir por este tema foi um verdadeiro questionamento pessoal. Após conhecer e me aproximar de um sobrevivente doHolocausto, sempre me perguntava o porquê. Como pessoas poderiam chegar ao ponto de assassinar tantos seres humanos? E foi numa leitura completamente diferente do tema que encontrei uma chave para começar a responder a minha pergunta. O historiador José Murilo de Carvalho, ao falar sobre a Guerra do Paraguai, demonstra como ambos os lados envolvidos se esforçavam em retratar o inimigo como um animalou monstro, através de um processo denominado “desumanização”. Desta forma, a tarefa de matar “o outro” deixa de ser pensado como um atentado à civilidade. A culpa é minimizada e em alguns casos é nula já que não se destrói um ser humano, um semelhante, mas um macaco, um bicho, como no exemplo do conflito sul americano.[9]
Os nazistas, portanto, não matavam pessoas. Este é o ponto crucialdo nosso trabalho. No lugar de seres humanos, o que eles combatiam? Este é a questão que tentaremos elucidar neste artigo.
Primeiramente, quando falamos na morte de aproximadamente seis milhões de judeus na Segunda Guerra Mundial, no que ficou conhecido como Holocausto, estamos nos referindo a um tipo de genocídio, conceito elaborado por um judeu polonês refugiado do nazismo, Raphael...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Processo de desumanização
  • Holocausto aos Judeus promovido pelos Nazista
  • O processo desumanização e a coisificação do outro
  • processo de desumanização do outro
  • O processo de desumanização e coisificação do outro
  • o jogo como facilitador no processo de ensino
  • Processo de desumanização e coisificação do outro
  • o processo de desumanização e coisificação do proximo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!