o papel do psicologo no processo de guarda

4740 palavras 19 páginas
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
FACULDADE DE PSICOLOGIA

PSICOLOGIA JURÍDICA: O papel do psicólogo no processo de guarda

Belo Horizonte
2014

Trabalho apresentado À disciplina Técnicas de Exame e Avaliação Psicológica (TEAP) oferecida pela Universidade Católica de Minas Gerais

Professor (a): Ana Maria Valladão Pires Gama

Belo Horizonte
2014

1. INTRODUÇÃO

O presente trabalho é sobre o processo de avaliação na psicologia jurídica.·.
A Psicologia jurídica é uma vertente de estudo da Psicologia, consistente na aplicação dos conhecimentos psicológicos aos assuntos relacionados ao Direito, principalmente quanto à saúde mental, quanto aos estudo sócio jurídicos dos crimes e quanto a personalidade e aos embates subjetivos das pessoas que recorrem e chegam as diversas instancias do Direito.
Na Psicologia jurídica há uma predominância das atividades de confecções de laudos, pareceres e relatórios, pressupondo-se que compete à psicologia uma atividade de cunho avaliativo e de subsidio aos magistrados. Ao concluir o processo da avaliação, o Psicólogo pode recomendar soluções para os conflitos apresentados, mas jamais determinar os procedimentos jurídicos que deverão ser tomados. É preciso deixar clara esta distinção, reforçando a ideia de que o psicólogo não decide, apenas conclui a partir dos dados levantados mediante a avaliação e pode, assim, sugerir e ou indicar possibilidades de solução da questão apresentada pelo litígio judicial.

1.1 Objetivos
Este estudo tem por objetivo abordar a psicologia jurídica, por ser um tema extenso vamos apresenta-la por um olhar geral e dar ênfase no de avaliação na obtenção da guarda, através de pesquisa bibliográfica e com entrevista com um profissional da área, a fim de conhecer este campo de atuação do psicólogo e como a pratica é desenvolvida.

1.2 Justificativa
Este trabalho torna-se relevante à medida que

Relacionados

  • psicologia
    2410 palavras | 10 páginas
  • PSICÓLOGO PERITO NAS VARAS DE FAMÍLIA: REGULAMENTAÇÃO DE GUARDA E VISITA EM CASO DE LITÍGIO CONJUGAL
    2814 palavras | 12 páginas
  • GUARDA DOS FILHOS
    815 palavras | 4 páginas
  • Psicologo Juridico
    2722 palavras | 11 páginas
  • A espada de salomão
    103126 palavras | 413 páginas
  • Os 4 P's De Marketing
    2951 palavras | 12 páginas
  • PSICOLOGIA JURÍDICA E O DIREITO DE FAMÍLIA
    2158 palavras | 9 páginas
  • Psicologia forense
    4138 palavras | 17 páginas
  • PSICOLOGIA NA INFÂNCIA E JUVENTUDE
    6097 palavras | 25 páginas
  • Um breve histórico da Psicologia Jurídica
    2115 palavras | 9 páginas