O NOVO PARADIGMA DO EMPREGO

Páginas: 28 (6790 palavras) Publicado: 27 de agosto de 2015
4º prova

O NOVO PARADIGMA DO EMPREGO

O NOVO PARADIGMA DO EMPREGO

GILBERTO DUPAS
Professor da Fundação Dom Cabral. Foi Secretário de Estado de Agricultura e Abastecimento e Presidente da Caixa Econômica (governo
Montoro). É autor dos livros Crise econômica e transição democrática e A Alca e os interesses do Mercosul, entre outros.

A

Uma importante mudança no paradigma do emprego
está em cursona economia mundial. A tendência de flexibilizar o emprego formal é mundial e tem a ver com a
difusão da tecnologia da informação na indústria e nos
serviços e conseqüente radicalização da automação, que
gerou amplos mercados de reserva de mão-de-obra disponíveis para trabalhar em condições mais precárias. Essa
nova descartabilidade da mão-de-obra, transformando
emprego (com suas proteções edireitos) em trabalho temporário, introduz conseqüências psicossociais muito profundas. Há vários sintomas de que a sociedade começa a
reagir com perplexidade e medo. Recente pesquisa BWeek/
Harris, nos EUA, revelou que 78% dos cidadãos acham
que a segurança no emprego acabou e que 67% dizem que o
sonho americano está ficando fora de alcance.
Os cidadãos deste século identificavam no emprego
formalsua condição de inserção na sociedade. Quanto
mais protegido e estável, melhor. Não é à toa que as mães
de filhas casadouras de nossa geração cobiçavam os gerentes do Banco do Brasil. Em poucas décadas, a realidade mudou radicalmente. Como se sabe, cerca de 60% do
trabalho gerado no Brasil de hoje (exceto governo) não
inclui carteira assinada. A nova maioria são os trabalhadores informais e osautônomos que, submetidos a um
novo desafio, dependem quase exclusivamente de si mesmos para gerar renda em trabalhos mais precários, sem
as habituais proteções que o emprego formal garantia.
Quando podem, pagam seus planos privados de saúde ou
aposentadoria; quando não podem, olham para o Estado
em busca de uma proteção que não mais existe. Alimentam-se por conta própria e trabalham, muitas vezes, emsuas próprias casas, disputando o espaço restrito com as
rotinas da família. E encontram um sabor amargo nas férias ou fins-de-semana que, de antigos direitos adquiri-

s sociedades deste final de século, embora fascinadas por vários benefícios e promessas oferecidas pela globalização, já elegeram seu grande inimigo: o medo da exclusão social, que atinge todos
os níveis. Os inequivocamenteincluídos – que sentem as
vantagens da tecnologia e da liberdade de mercado, acumulam informações, riqueza e circulam pela aldeia global – têm medo do potencial de violência do excluído,
além de um razoável sentimento de culpa cujo tamanho
depende do seu grau de solidariedade social. Aqueles ainda
incluídos, assustados com a diminuição dos empregos
formais e a redução do Estado-protetor, temem escorregarpara a exclusão. E, por último, aqueles que são ou
sentem-se excluídos, no seu dia-a-dia de sobreviventes,
têm razões de sobra para sentirem medo.
Afinal, está ou não comprovado que o modelo econômico atual, privilegiando a economia de mercado e a concentração industrial, leva a um inevitável aumento da exclusão? O primeiro problema a definir é o que se entende
por exclusão social. Ela tem a vercom a incapacidade de
obtenção de uma renda mínima (ou cesta básica), com a
dificuldade de acesso a empregos formais, com a insegurança do trabalho informal, com o acesso à cultura ou com
o medo do futuro? Radicalizando o conceito, até que ponto
quem não tem acesso à Internet deverá se considerar excluído? Será que o inconformismo social aumentou e a
sociedade tende a denunciar mais a pobreza,ampliando a
sensação de exclusão? Ou ainda que a percepção de desigualdade, por conta da terrível distribuição de renda, é
tão forte que transforma pequenos avanços em impressão
de retrocesso? É provável que cada um desses argumentos acabe influindo na percepção das pessoas. Além desses, porém, há alguns fatores críticos que reforçam a sensação de aumento da exclusão social.

69

4º prova

SÃO...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O novo paradigma da comunicação paradigma, o que é isto?
  • Novo paradigma
  • Novo paradigma
  • Paradigmas tradicionais x novos paradigmas paradigmas
  • Estratégias em um Novo Paradigma Globalizado
  • Novos paradigmas do ensino da matemática
  • Globalização novo paradigma
  • Historicidade crítica novos paradigmas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!