O mercado de bens e serviços

Páginas: 5 (1139 palavras) Publicado: 10 de novembro de 2012
O Mercado de
Bens e Serviços (IS)

Aplicação a uma “economia real”



Docente: Francisco Camões
Discente: Ana Martins
Nº 33775
GB4


O comportamento dos agentes económicos
Equações de comportamento: Reflectem a reacção dos agentes económicos às condicionantes do mercado; variam de consumidor para consumidor, de empresa para empresa, de país para país._
* Consumo das famílias: C = C + c.YD – b.i (=) C = 200 + 0.75.YD – 50.i
O consumo das famílias é afectado pelo rendimento disponível das famílias (YD), pela taxa de juro de mercado (i) e pelo consumo autónomo.
Nesta economia, o consumo autónomo é de 200 u.m, asensibilidade do consumo das famílias relativamente ao rendimento disponível (c) é de 0.75 e a sensibilidade do consumo relativamente à taxa de juro (b) é de 50.

_
* O Investimento das Empresas: I = I – e.i + β.Qd (=) I=100+0.05.Qd – 2000.i
O investimento das empresas é influenciado pela taxa de juro de mercado (i), pelo nívelde procura agregada de bens e serviços (Qd) e pelo investimento autónomo. Nesta economia, o investimento autónomo é de 100 u.m, a sensibilidade do investimento relativamente à taxa de juro de mercado (e) é de 0.05 (ou 5%) e a sensibilidade do investimento relativamente às variações na procura agregada (β) é de 2000.

_
* Gastos Públicos: G = G(=) G= 500
Neste caso, os gastos públicos são de 500 unidades monetárias.

___
* Transferências do Estado para as Famílias: TRI= TRI (=) TRI= 100
Neste exemplo, as transferências do Estado para as Famílias têm um montante de 100 unidades monetárias.


* Juros da Dívidapública: Jp = i.Dp
Se a taxa de juro (i) se mantiver constante, então se a dívida pública (Dp) aumentar, os juros da dívida pública (Jp) também aumentam.



1
_
* Imposto sobre o rendimento: T= T+t.Y (=) T= 50+0.2.Y
O imposto sobre o rendimento é afectadopelos impostos autónomos (que neste caso são de 50 u.m) e pelo rendimento. Pode-se ainda salientar que, na economia em causa, 0.2 (ou 20%) do rendimento gerado pelos agentes privados é transferido para o Estado.

_
* Exportações de bens e serviços : X = X+x.Yx+θ1. Er (=) 100 + 0.2 . Yx + 5. (Px/P). E
Er = (Px/P)E (=) (100/100) . 40
As exportações de bens e serviços são influenciadas pelas exportações autónomas (nesta economia representam 100 u.m), pelo rendimento do exterior e pela taxa de câmbio real. Observando a expressão da “economia real”, pode-se constatar que asensibilidade das exportações relativamente ao rendimento exterior (x) é de 0.2 (ou 20%) e que a sensibilidade das exportações relativamente à taxa de câmbio real (θ1) é de 5.

_
* Importações de bens e serviços: F = F+f.Qd - θ2.Er (=) 50 + 0.2 . Qd – 3. (Px/P) EEr = (Px/P)E (=) (100/100) . 40
As importações de bens e serviços são afectadas pelo nível de importações autónomas (nesta economia representam 50 u.m), pela procura agregada de bens e serviços (Qd) e pela taxa de câmbio real (Er). Pode-se ainda concluir que a sensibilidade das importações relativamente à procura agregada de bens e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Estrutura de mercado e bens de serviço
  • o mercado de bens e serviços
  • Mercado de bens e serviços
  • Mercado de bens e serviços e fatores produtivos
  • Determinação da renda e do produto nacional
  • Impacto do aumento salarial no mercado de bens e serviços
  • bens e serviço
  • Bens e serviços

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!