O método da economia política

Páginas: 5 (1211 palavras) Publicado: 14 de março de 2013
K. MARX: O Método da Economia Política






Quando estudamos um país dado do ponto de vista da economia política, começamos por sua população, a divisão desta em classes, seu estabelecimento nas cidades, nos campos, na orla marítima; os diferentes ramos da produção, a exportação e a importação, a produção e o consumo anuais, os preços das mercadorias, etc. Parece mais corretocomeçar com o real e o concreto, com o pressuposto efetivo; assim, pois, por exemplo, na economia, pela população, que é a base e o sujeito de todo o ato social da produção. Todavia, bem analisado, este método seria falso. A população é uma abstração se deixarmos de lado as classes que a compõem. Estas classes são, por sua vez, uma palavra vazia se ignorarmos os elementos sobre os quais repousam,por exemplo: o trabalho assalariado, o capital, etc. Estes supõem a troca, a divisão do trabalho, os preços, etc. O capital, por exemplo, não é nada sem trabalho assalariado, sem valor, dinheiro, preços, etc. Se começássemos, portanto, pela população, elaboraríamos uma representação caótica do todo e por meio de uma determinação mais estrita, chegaríamos analiticamente, cada vez mais, a conceitosmais simples; do concreto representado, chegaríamos a abstrações ou universalidades cada vez mais tênues, até alcançarmos as determinações mais simples.

Para a consciência - e a consciência filosófica é determinada de tal modo que para ela o pensamento que concebe é o homem real, e o mundo concebido é, como tal, o único mundo real - para a consciência, pois, o movimento dascategorias aparece como o verdadeiro ato de produção - que apenas recebe um impulso do exterior. A totalidade concreta, como totalidade de pensamento, como uma concreção de pensamento, é, na realidade, um produto do pensar, do conceber; não é de nenhum modo o produto do conceito que se engendra a si mesmo e que concebe separadamente e acima da intuição e da representação, mas é elaboração da intuição eda representação em conceitos.

A categoria mais simples aparece, pois, como relação de comunidades de famílias ou de tribos com a propriedade. Na sociedade primitiva aparece como a relação mais simples de um organismo desenvolvido, mas subentende-se sempre o substrato mais concreto, cuja relação é a posse. Pode-se imaginar um selvagem isolado que possua coisas. Mas neste caso aposse não é uma relação jurídica. Não é exato que a posse evolua historicamente até a família. A posse sempre pressupõe esta “categoria Jurídica mais concreta”. Entretanto, restaria sempre o seguinte: as categorias simples são a expressão de relações nas quais o concreto menos desenvolvido tem podido se realizar sem haver estabelecido ainda a relação mais complexa, que se acha expressa espiritualmentena categoria concreta, enquanto o concreto mais desenvolvido conserva a mesma categoria como uma relação subordinada.

O trabalho parece uma categoria inteiramente simples. E também a representação do trabalho nesta sua universalidade - como trabalho em geral - é muito antiga. Entretanto, concebido economicamente sob esta simplicidade, o “trabalho” é uma categoria tão modernacomo o são as relações que engendram esta abstração. Por exemplo, o sistema monetário coloca ainda a riqueza inteiramente como objetiva, como coisa fora de si no dinheiro. Contra esse ponto de vista, houve um grande progresso quando o sistema manufatureiro ou comercial colocou o manancial da riqueza não no objeto, mas na atividade subjetiva - o trabalho comercial e manufatureiro. Contudo,concebia-a ainda no sentido restrito de uma atividade produtora de dinheiro. Contra este sistema, o dos fisiocratas estabelece uma forma determinada de trabalho - a agricultura - como criadora de riqueza, e o próprio objeto não aparece já sob o disfarce do dinheiro, mas como produto em geral, como resultado geral do trabalho. Mas este produto, de conformidade com as limitações da atividade, é sempre um...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • método da economia politica
  • Uma introdução ao método da economia politica
  • O metodo da Economia Politica
  • Economia , métodos qualitativos, ética politica e sociedade
  • Micro e Macro economia; Métodos Quantitativos; Ética, política e sociedade; Seminário
  • MICRO E MACRO ECONOMIA; MÉTODOS QUANTITATIVOS; ÉTICA POLITICA E SOCIEDADE; SEMINÁRIO.
  • micro e macro economia metodos quantitativos e ética politica e sociedade
  • Economia politica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!