O legado romano para a política

Páginas: 11 (2541 palavras) Publicado: 7 de maio de 2013
OS PERÍODOS HISTÓRICOS DA POLÍTICA E DO ESTADO

INTRODUÇÃO
Neste trabalho serão abordados assuntos referentes à construção do Estado Romano e sua principal contribuição para a política atual. Assim, pode-se perceber qual o posicionamento dos cônsules sobre os demais componentes da classe romana, bem como a pirâmide política e social, onde quem estão no topo (comando) cônsules e magistrados,na segunda categoria os militares defensores de ordem pública, e para fechar a mesma estão colocados em última categoria os agricultores e artesãos. Também apresentará como Roma manteve seu Império Republicano e seus artifícios utilizados para manter a ordem dentro do Estado, além de seus passos para chegar aos dias atuais. Portanto, abaixo se encontra o trabalho minuciosamente detalhado em relaçãoao Legado Romano para a política.

O LEGADO ROMANO PARA A POLÍTICA

ORIGEM
Pode parecer por demais artificial falar-se num Estado Romano coisa bem caracterizada e uniforme, sabendo-se que ele teve inicio com um pequeno agrupamento humano, experimentou várias formas de governo, expandiu seu domínio por uma grande extensão do mundo, atingindo povos de costumes e organizações absolutamentedíspares, chegando à aspiração de constituir um império mundial. Roma sempre manteve as características básicas de cidade-estado desde sua fundação, em 754 a.C., até a morte de Justiniano, em 565 da era cristã. Primitivamente o Estado romano era monárquico, do tipo patriarcal, sua evolução se operou da realeza hereditária para a república, tal como se deu com a Polis grega.
Uma das peculiaridades maisimportantes do Estado Romano é a base familiar da organização, havendo mesmo quem sustente que o primitivo Estado, a civitas, resultou da união de grupos familiares (as gens), razão pela qual sempre se concederam privilégios especiais aos membros das famílias patrícias, compostas pelos descendentes dos fundadores do Estado. Assim como no Estado Grego, também no Estado Romano, durante muitosséculos, o povo restrita, compreendendo apenas uma faixa estreita da população. Como governantes supremos havia os magistrados, sendo certo que durante muito tempo as principais magistraturas foram reservadas às famílias patrícias. Posteriormente a família assim construída se dividiu em família propriamente dita, conservada sob o poder soberano do pater, e gentes (gens), colocada sob o poder político, eque foi o núcleo inicial do Estado.
Daí a existência das duas classes em que se dividiu a incipiente população romana: dos patrícios, que eram os próprios paters e seus descendentes, formando a nobreza dotada de privilégios e amplas liberdades, e dos clientes, que eram os servidores das famílias, que tinham a posse e uso das terras que cultivavam, mas não o domínio, reservado este ao patrono (daclasse dos patrícios). Também no tocante à religião, somente os patrícios podiam cumprir as cerimônias do culto do lar, ou culto da família.
Gradativamente, em longa e lenta evolução outras camadas sociais foram adquirindo e ampliando direitos, sem que, até o final, desaparecessem a base familiar e a ascendência de uma nobreza tradicional. A par disso, verifica-se que só nos últimos tempos,quando já despontava a ideia de Império, que seria uma das marcas do Estado Medieval, foi que Roma pretendeu realizar a integração jurídica dos povos conquistados, mas, mesmo assim, procurando manter um sólido núcleo de poder político, que assegurasse a unidade e a ascendência da Cidade de Roma. Nota-se que, ainda que se tratasse de um plebeu romano, quando este já conquistara amplos direitos, teriasituação superior à de qualquer membro dos povos conquistados. Isto durou até o ano de 212, quando o Imperador Caracala concedeu a naturalização a todos os povos do Império. Numa síntese muito feliz, GERALDO DE ULHOA CINTRA faz a seguinte observação: “O objetivo do edito de Caracala foi político, a unificação do império; foi religioso, visa a aumentar os adoradores dos deuses de Roma; foi...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Legado Romano e Legado Grego
  • Legados Romanos
  • Legado romano
  • Legado Romano
  • O Grande Legado dos Romanos
  • o legado do imperio romano
  • O legado herança deixada pelos gregos e romanos
  • Catolicismo romano e forma politica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!