O iluminismo e a questão do conhecimento

Páginas: 14 (3473 palavras) Publicado: 31 de agosto de 2012
1. INTRODUÇÃO
O presente trabalho objetiva oferecer uma explicação para a compreensão do que foi o movimento cultural e intelectual denominado Iluminismo, Século das Luzes, ou Ilustração (que ocorreu por volta de meados do século XVIII ao começo do século XIX). Movimento assim denominado pelos próprios escritores do período, convencidos de que emergiam de séculos de obscurantismo e ignorância,para uma nova era, iluminada pela razão, a ciência e o respeito à humanidade.
A metodologia adotada foi a pesquisa em livros e sites, de maneira que nos possibilitasse um melhor entendimento sobre o Iluminismo e, que pudéssemos tornar, assim, o trabalho mais claro e completo.
Os fundamentos desse movimento, seus precursores, suas características, importância história, seu legado para o homem,bem como as discussões de diferentes correntes filosóficas que debatiam sobre a questão do conhecimento constituem, entre outros, os tópicos principais que serão abordados sobre o assunto no decorrer destas páginas.

2. O ILUMINISMO E A QUESTÃO DO CONHECIMENTO
O século XVIII é conhecido como Iluminismo, Século das Luzes, Ilustração ou Aufklärung. A razão iluminista se apresentava como uma lutacontra as trevas, contra o obscuro que caracterizou os séculos anteriores. Obscuro que representava a ignorância, a incapacidade de fazer a razão humana fonte e critério da existência.
O Iluminismo, enfim, foi o movimento cultural e intelectual europeu que, herdeiro do humanismo do Renascimento e originado do racionalismo e do empirismo do século XVII, fundamentava-se no uso e na exaltação darazão, vista como o atributo pelo qual o homem apreende o universo e aperfeiçoa sua própria condição. Considerava-se que os objetivos do homem eram o conhecimento, a liberdade e a felicidade.
O Iluminismo avaliou com otimismo o poder e as realizações da razão humana, e a crença na possibilidade de reorganizar a sociedade segundo princípios racionais. Não ignorou a história, mas a encarou de modocrítico, sem aceitar a idéia de que a evolução da humanidade fosse inexoravelmente determinada pelo passado. Esse enfoque retirou do otimismo dos pensadores iluministas qualquer caráter metafísico. Ao contrário, a visão iluminista tinha por base a possibilidade, aberta a cada ser humano, de ter consciência de si mesmo e de seus erros e acertos, e de ser dono de seu destino: a confiança nos efeitosmoralizadores e enobrecedores da instrução se completava na exortação a todas as pessoas para que pensassem e julgassem por si próprias, sem orientação alheia.
A crítica iluminista dirigiu-se contra a tradição e a autoridade daqueles que se arrogavam a tarefa de guiar o pensamento, e contra o dogmatismo que os justificava. Essa luta contra as verdades dogmáticas deu-se, na esfera política, com aoposição ao absolutismo monárquico.
É certo que houve alguns casos em que monarcas apoiaram e estimularam as novas idéias, atitude que ficou conhecida como "despotismo esclarecido". Mas, esse apoio não configurava uma aliança, pois era quase sempre superficial e ditado por conveniências políticas ou estratégicas.
A riqueza e complexidade do movimento iluminista teve como base alguns pontos gerais: emprimeiro lugar, a influência que os empreendimentos científicos do século XVII e início do século XVIII tiveram sobre as novas idéias. Na astronomia e na física, por exemplo, Galileu Galilei, Johannes Kepler e Isaac Newton levaram a conceber o universo como "natureza", ou seja, como um domínio ou realidade dinâmica, regida por leis gerais que a razão sempre poderia acabar por descobrir. Emsegundo lugar, e como conseqüência, a substituição da idéia de um Deus pessoal, responsável pelos acontecimentos humanos e eventos naturais, por um deísmo, que valorizava a idéia abstrata de Deus como princípio ordenador da natureza, "arquiteto do mundo" e criador de suas leis, mas que não intervém diretamente nele. Embora a idéia do deísmo não tenha sido compartilhada por todos os pensadores...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O Iluminismo e a questão do conhecimento
  • Questão do Conhecimento
  • Como o iluminismo vai se relacionar com a questão da história
  • Filosofia e educação: uma questão de conhecimento
  • AD-Questão do conhecimento
  • A questão da possibilidade do conhecimento
  • A questão do conhecimento e poder
  • A questão do método e a critica do conhecimento

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!