O “graciliano” de joão cabral de melo e o narrador de “são bernardo”

Páginas: 4 (793 palavras) Publicado: 2 de outubro de 2012
O “GRACILIANO” DE JOÃO CABRAL DE MELO
E O NARRADOR DE “SÃO BERNARDO”


O poema Graciliano Ramos: de João Cabral de Melo Neto cria uma intertextualidade com a própria literatura de Graciliano.Tomando emprestada a voz do romancista, evidencia sua tônica na crítica social e no realismo que mostra a dura realidade do homem nordestino e delineia traços que marcam as suas obras.
Em S. Bernardo,narrado por Paulo Honório, a preferência é por frases curtas ou mesmo elípticas; as orações simples e os períodos coordenados; o vocabulário reduzido e algumas gírias. Como escreve João Cabral de MeloNeto logo no início do poema: “Falo somente com o que falo: / com as mesmas vinte palavras (...)”, Graciliano possui um estilo conciso, não há rodeios ou grandes momentos de descrição.
Gracilianoprocura ser o mais objetivo possível e, por ser assim, a narração torna-se semelhante à personalidade do narrador-protagonista Paulo Honório. Esta forma precisa, reduzida ao essencial, de escrever estámetaforizada na faca limpa que não perde o corte, ainda na primeira estrofe: "...limpa (...) / de toda uma crosta viscosa / (...) que fica na lâmina e cega". Com isso, a linguagem de Graciliano Ramosnão apresenta elementos desnecessários ("crosta viscosa", "resto de janta") que prejudicariam sua eficiência.
No 1º e 2º capítulos, o narrador não se ocupa propriamente da história, mas de suacomposição, relatando os antecedentes do livro que só tem “início” no 3º capítulo, evidenciando ainda mais o estilo preciso e objetivo que João Cabral destaca em seu poema.
Desse modo, tem-se nessaspáginas iniciais, um texto metalinguístico, em que Paulo Honório explica que seu livro seria feito, tal como numa linha de produção, por quatro pessoas. O narrador-personagem, então, conta ao leitor, quefará o romance do jeito que lhe vier a ideia, caberá a quem lê-lo considerar uma obra literária ou não, numa ideia de “Falo somente para quem falo:”, na última parte do poema.
O início do segundo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • joao cabral de melo neto
  • joao cabral de melo neto
  • João Cabral de Melo Neto
  • Joao Cabral de Melo Neto
  • João Cabral de Melo neto
  • Joao cabral de melo neto
  • João Cabral de Melo Neto
  • São bernardo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!