O gosto musical da geração dos "nativos digitais"

Páginas: 26 (6447 palavras) Publicado: 20 de outubro de 2014
Nome: Emerson Marques Pedro n.º USP: 5679494 Turno: vespertino

Resumo: A partir da perspectiva da Sociologia da Cultura, pretendemos iniciar um estudo de caso no qual partirmos da hipótese de que a geração dos “nativos digitais”, isto é, àqueles que foram educados e convivem diariamente com o uso da Internet estão aptos a se tornarem “onívorosculturais”, ou seja, indivíduos altamente ecléticos que consomem muitos gêneros musicais devido à exposição aos mais diversos bens culturais digitais online, nesse caso especificamente, relacionados com o site de compartilhamento musical Waffles.fm, um dos mais importantes da Internet, que nos servirá como objeto de estudo. Após uma análise quantitativa dos dados coletados, georreferenciaremos osdados dos usuários referente aos seus protocolos de Internet (Internet Protocol – IP), de modo a melhor compreender o perfil dos nativos digitais, incluindo a aplicação de entrevistas aos usuários do site.

Título: O gosto musical da geração dos “nativos digitais”

Introdução

De Thorstein Veblen et alii (2009 [1899]) a Pierre Bourdieu (2007 [1979]), passando por Edmond Goblot (1925 apudLAHIRE, 2007), uma longa tradição sociológica destacou as funções sociais da arte e da cultura nas sociedades modernas, sobretudo em relação às recompensas e vantagens da distinção social ligados à apropriação das formas culturais mais raras e mais legítimas, isto é, ao gosto cultural. Os sociólogos da cultura já estão acostumados a pensar "a Cultura" – a "alta" ou a "grande" cultura – em suas relaçõescom as classes sociais ou com as frações de classes e a constatar as desigualdades sociais de acesso à "Cultura". Classes sociais e sua distância maior ou menor em relação à cultura dominante, hierarquias culturais que classificam os grupos, instituições, obras e práticas do mais legítimo ao menos legítimo. Estes foram os elementos-chave da interpretação sociológica das práticas e preferênciasculturais há 50 anos na França (BOURDIEU, 2007 [1979]; BOURDIEU et alii, 1965; BOURDIEU et alii, 1969), como nos Estados Unidos (LEVINE, 1988; BEISEL, 1990).
A situação social global descrita desde meados dos anos 1960, na França, pode ser resumida sucintamente da seguinte maneira: classes dominantes "cultas", isto é, com acesso e uma relação fácil com a cultura para aqueles que tiveram umaeducação cultural precoce; classes médias caracterizadas por "boa vontade cultural", oscilante entre o "nobre" e o "popular"; e classes dominadas mantidas à distância da “Cultura”, sob permanente “vergonha” ou indignidade cultural.
Bourdieu também considera que há uma relação direta entre a produção de bens culturais e o consumo destes, sobretudo porque, para ele, é através deste ato que os indivíduosbuscam diferenciar-se (BOURDIEU, 2007 [1979]).
O que está bem presente na discussão sobre consumo cultural é o desejo de distinção entre as classes sociais. E este desejo representa o principal fator de motivação para o ato de consumir bens culturais. Nesse sentido, Bourdieu pontua que:

“Se, entre todos os universos de possibilidades, o mais disposto a exprimir as diferenças sociais pareceser o universo dos bens de luxo, e entre eles, dos bens culturais, é porque a relação de distinção encontra-se aí inscrita objetivamente e se reativa [...] em cada ato de consumo, através dos instrumentos econômicos e culturais de apropriação exigidos por ela” (idem, 2007 [1979], pp. 212, grifo do autor).

E completa afirmando que toda ação de apropriação de uma obra de arte constitui umarelação social, contrária à ilusão do comunismo cultural e se torna, portanto, uma relação de distinção social (idem, 2007 [1979], pp. 213).
Podemos concluir, nesse sentido, que a obra de arte – ou o bem cultural – adquire valor simbólico tanto no momento de sua produção quanto no momento de sua apropriação. Ademais, o ato de apropriação das obras culturais supõe a detenção de disposições e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Gosto Musical
  • Personalidade e gostos musicais
  • Imigrantes Digitais educando Nativos Digitais
  • Nativos e Imigrantes Digitais
  • Tecnologias digitais na educação musical
  • SEMIN RIO EDUCAR OS NATIVOS DIGITAIS
  • Games em educação: como os nativos digitais aprendem.
  • NAO SOMOS NATIVOS DIGITAIS CAMILA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!