O estado desenvolvimentista e autoritário e a influência da cepal

Páginas: 12 (2816 palavras) Publicado: 14 de abril de 2011
O Estado Desenvolvimentista e Autoritário e a Influência da CEPAL

Introdução
Este trabalho procura mostrar algumas características recentes e destaca as atividades econômicas desenvolvidas na região Nordeste do Brasil, além da sua relação com as atividades econômicas no âmbito nacional. Apresenta também, os efeitos provocados na sociedade pelas mudanças ocorridas. É construída uma análisedescritiva da dinâmica geral das atividades econômicas da região Nordeste, contatando o papel desempenhado por elas nos grades movimentos da economia do país, passando pela desaceleração ocorrida nos anos 70, além da instabilidade e crise, corridos nos anos 80 e 90. Em relação ao âmbito social do nordeste verificaremos indicadores sociais e econômicos principalmente entre os anos 70 e 80, e aevolução desses indicadores, focando o lado social e econômico da região nordeste e fazendo comparativos com as demais regiões do país. Analisaremos os motivos dos quais houve a emigração para outras regiões e ainda o desempenho rural e urbano da região. A Comissão Econômica para a América Latina e Caribe – CEPAL foi criada em 1947, diante da insatisfação dos governos dos países latino-americanos porestes terem sidos excluídos do plano Marshall (foi o principal plano dos Estados Unidos para a reconstrução dos países aliados da Europa nos anos seguintes à Segunda Guerra Mundial. Havia uma crescente necessidade de analisar a periferia a partir de sua própria ótica, buscando, uma formulação teórica capaz de interpretar e transformar sua realidade, o que fez como muitos intelectuais latino-americamosrealizassem um movimento de “descolonização” das ciências sociais. Concebeu uma análise sobre as características especificas da realidade socioeconômica dos países subdesenvolvidos, ao mesmo tempo em que propôs a elaboração de políticas com vistas a superar o atraso econômico por meio da industrialização. Assim a CEPAL daria origem à primeira escola de pensamento latino-americano de influenciamundial.

O Estado Desenvolvimentista e Autoritário A região Nordeste possui como principais características a ocupação de 20% do território nacional, onde vivem 29% da população do país e originam-se 12% da produção industrial e 21% da produção agrícola, apresentou uma recente evolução na sua economia. A partir dos anos 50, o relatório do GTDN (Grupo de Trabalho para Desenvolvimento do Nordeste)e coordenado por Celso Furtado, constatou que nas décadas anteriores o Nordeste era caracterizado por ter um lento desenvolvimento econômico, ao contrário do que acontecia com o sudeste, por exemplo, que era impulsionado pela indústria. Uma das propostas centrais deste relatório era o estímulo ao desenvolvimento do Nordeste, como forma de superar as dificuldades geradas pela velha baseagro-exportadora nordestina. Nos anos 60, através de incentivos fiscais, investimento de empresas estatais de grande porte como a Petrobrás e a Vale do Rio Doce, os créditos públicos do BNDES e do BNB e recursos próprios e empresas locais, nacionais e multinacionais, as atividades urbanas, incluindo as industriais foram impulsionadas, provocando o crescimento da produção da região Nordeste. A SUDENE,recém-criada, concentrou esforços e recursos federais para a realização de estudos e pesquisas sobre a adoção de recursos naturais do nordeste (em recursos minerais) e ampliação da oferta de infraestrutura econômica (em transporte e energia elétrica). Para dinamizar os investimentos nas atividades privadas, tanto no setor industrial, como no setor terciário. Utilizando dados do IBGE e da SUDENE ecomparando o desempenho da economia brasileira no seu total com o de sua parte localizada no Nordeste, pode-se verificar a melhora da participação relativa da região na economia do país. No “Milagre Econômico” o dinamismo nacional se estendeu ao Nordeste e após o primeiro choque do Petróleo, quando houve uma desaceleração da economia nacional as atividades do Nordeste cresceram. Nos anos 80, a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • censura-imprensa-estado-autoritario.
  • Influência do CEPAL no Brasil
  • Influência do CEPAL no Brasil
  • Influência do CEPAL no Brasil
  • Influência do CEPAL no Brasil
  • Influência do CEPAL no Brasil
  • Influência do CEPAL no Brasil
  • Brasil: estado oligárquico, estado desenvolvimentista e estado neoliberal

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!