O Crisântemo e a Espada Cap. 9 – O círculo dos Sentimentos Humanos

Páginas: 6 (1275 palavras) Publicado: 8 de agosto de 2013
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Departamento de História
Curso de Licenciatura Plena em História





O Crisântemo e a Espada
Cap. 9 – O círculo dos Sentimentos Humanos

Kerollaynne Ketry da Silva
Tales de Lima Pedrosa










Recife, Fevereiro de 2013

























Kerollaynne Ketry da Silva
Tales de Lima Pedrosa

OCrisântemo e a Espada
Cap. 9 - O círculo dos Sentimentos Humanos







Trabalho apresentado no curso de Licenciatura Plena em História, do Departamento de História, como requisito parcial da disciplina elementar de Antropologia Cultural.

Orientandos: Kerollaynne Ketry da Silva
Tales de Lima Pedrosa
Orientador: Prof.º Caesar Malta SobreiraTrabalho dedicado a Sócrates como forma de reconhecimento de sua coragem e inteligência e ao professor Caesar por ser uma firme ponte de conhecimento para seus discentes.




Epígrafe


























“Só sei que nada sei.”
- Sócrates.
Resumo

Neste trabalho extraído do capítulo 9 “O Círculo dos Sentimentos Humanos” do Livro “O crisântemo e aespada” de Ruth Benedict, dialoga-se sobre a cultura japonesa baseada no que se chama de “círculo dos sentimentos humanos”, uma vez que cada parte forma um todo, por isso, denomina-se círculo. O autor, de uma forma complementar, utiliza um contraste da cultura ocidental e oriental no decorrer de seu texto, para que o leitor possa compreender que existe uma diferença entre ambos em diversos fatores.Resumen


















Sumário

1. O Círculo dos Sentimentos Humanos
1.1 Prazeres Físicos
1.2 Banho Quente/Banho Frio
1.3 Sono
1.4 Comer
1.5 Amor
1.6 Prazeres Eróticos
1.7 Embriaguez
1.8 Satisfações Homossexuais
1.9 Religião
2. Considerações Finais




















O Círculo dos Sentimentos Humanos

Para compreender o Círculo,primeiramente deve-se compreender os componentes desse círculo.

1. Prazeres Físicos
Os Japoneses não renunciam aos prazeres dos cinco sentidos. Não condenam a auto-satisfação porque consideram os prazeres físicos bons e dignos de serem cultivados, porém devem ser contidos, não devendo se misturar aos assuntos sérios da vida. Contrastando com a cultural dos americanos, por exemplo, quedificilmente aprendem a aceitação dos prazeres japoneses.

Assim como os deveres, os prazeres também podem ser ensinados. Em muitas culturas, os prazeres não são ensinados, tornando fácil o sacrifício a si próprio. Os japoneses cultivam os prazeres da carne como uma arte e depois de saboreado, sacrificam-se ao dever.

2. Banho Quente/Banho Frio
Outro pequeno prazer deste povo é o banho quente.Onde toda a população (da mais humilde a mais abastada) usufrui, ao fim da tarde, desta rotina. Usando uma banheira de madeira com carvões acesos em baixo, eles mantêm a água em uma temperatura de 43º Celsius e entregam-se ao relaxante banho.

Também existem banhos públicos nas grandes cidades, onde se pode conversar ao mesmo tempo em que se toma banho – o pudor japonês não prescreve olharpúblico. Antagonicamente ao banho quente, existe a tradicional ducha fria, geralmente denominada de “exercício de inverno”, servindo como uma preparação para os rigorosos invernos.

3. Sono
Uma das mais consumadas artes dos japoneses é o sono, conseguem dormir inteiramente relaxados em qualquer posição. Todos vão para cama cedo e os aldeões vão assim que anoitece, mas não seguem o princípio deacumulação de energia como tradicionalmente vê-se na cultural ocidental. Eles dormem por prazer, aliviando a tensão. Porém, não hesitam em sacrificar o sono em função do estudo. Eles podem ficar muito tempo sem dormir enquanto se preparam para uma prova e no treinamento militar o sono é algo a se sacrificar pela disciplina.

4. Comer
Assim como o sono, o comer é relacionado tanto ao prazer e ao...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • RESUMO: A REFORMA MEIJI, O CRISÂNTEMO E A ESPADA (CAP.4).
  • O Crisantemo e a Espada
  • O crisântemo e a espada
  • O crisântemo e a espada
  • Crisantemo e espada
  • O Crisântemo e a espada
  • O crisântemo e a espada
  • O japão entre a espada e os crisântemos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!