O COTIDIANO ESCOLAR: Sob uma nova visão.

Páginas: 6 (1303 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014










































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO
Ao iniciarmos o curso de pedagogia, pensamos na escola ideal, ou seja, aquela presente em nosso pensamento imaginário.
As escolas passaram por longos processos até se tornarem as escolas que temos atualmente. Um dos modelosde escola mais difundidos antigamente era a escola tradicionalista, repleta de rigor e rigidez. O que não deixa de ser aceitável, pois os professores eram muito respeitados, a ponto dos alunos ficarem só ouvindo e memorizando os conteúdos. Passavam de maneira repetitiva as lições, para que estas se fixassem nas mentes dos alunos. Os alunos das escolas tradicionalistas eram alunos com postura eobediência inegáveis.
O objetivo deste trabalho é levantar a questão do quanto as escolas tradicionais eram boas, e o quanto, também, as escolas atuais ajudam no desenvolvimento do indivíduo como cidadão em nossa sociedade.



















2 A visão da escola Atual:
No Livro “quando a Escola é de Vidro”, podemos notar a forte presença do ensino tradicionalista. Que visava ointelecto dos alunos, com métodos de ensino que privilegiavam a cópia e os exercícios para fixação devido ao fato da falta da diversidade metodológica. Na escola tradicionalista a disciplina era severa com regras rígidas e intimidações. Além disso, o professor é quem dirigia o processo de aprendizagem que era o modelo que deveria ser seguido (magistrocêntrica) no método tradicional. Os estudosteóricos estavam voltados para o professor, e não para o aluno.
Ao observar uma escola da rede municipal de ensino, de São José dos Campos, interior de São Paulo, a EMEF “Professor Antonio Palma Sobrinho, tive a oportunidade de compreender a relação entre professor e aluno, voltada à construção do conhecimento dos alunos. O professor integra o aprendizado à aulas dinâmicas, participativas, a qual oaluno tem a possibilidade de opinar, tirar dúvidas, e ao mesmo tempo ajudar na construção do conhecimento dos seus colegas.
A observação feita foi em uma classe de 4º ano no período vespertino. Durante a aula, fui verificando quais métodos a professora usava para a transmissão do conhecimento. Os alunos achavam divertido e contribuíam com a aula, levantando opiniões e respondendo às questõespropostas pela professora.
Cada aluno é diferente um do outro, por isso cada um tem suas particularidades, às vezes um aluno fala mais que o outro, ou um aluno responde mais rápido que o outro, então a escola deve levar em consideração as diferenças entre eles e saber administrar conflitos que sempre acontecem em sala de aula.
A escola tradicional, não dava espaço para que o aluno mostrasse suapersonalidade, pois ela reprimia a personalidade e a criatividade deste aluno, com normas muito rígidas de comportamento.
A estrutura, ou arquitetura escolar ainda é a mesma, pois o governo diminui custos construindo salas de aula padrão. Mas a organização continua rigorosa, por exemplo, o aluno só deve se ausentar da sala de aula em casos de necessidade, como ir ao banheiro ou beber água. Dequalquer modo, vemos que a organização escolar pública, ainda é muito parecida com a escola tradicionalista.
Mais a fundo, a mudança maior entre as escolas tradicionais e as escolas atuais é o incentivo à autonomia que o aluno tem nas escolas atuais, o que o leva a ter um desenvolvimento muitas vezes melhor, quando se trata de criatividade, humanidade e sociedade.


3 O DESAFIO: A FALTA DE LIMITES.A maior vantagem, que se tem em um ensino tradicionalista, é a rigidez e severidade, que faziam com que o aluno se comportasse de maneira exemplar em sala de aula e na vida.
Hoje, o que se encontra em sala de aula por muitas vezes, são crianças mal educadas e sem limites e isso atrapalha o desenvolvimento dos conteúdos trabalhados e logicamente a aprendizagem desses alunos. Normalmente são...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo Entre a bola e o MP3- Novas tecnologias e diálogo intercultural no cotidiano escolar adolescente.
  • O cotidiano Escolar
  • cotidiano escolar
  • Cotidiano Escolar
  • Uma nova visão
  • A nova visão
  • Jogos cooperativos: uma nova visão de cooperação na educação física escolar
  • Jogos cooperativos: uma nova visão de cooperação na educação física escolar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!