O caso da vara

Páginas: 7 (1621 palavras) Publicado: 6 de junho de 2013
Ocaso da vara .Damião, um jovem seminarista, foge do seminário por não ter vocação para padre. Vagueia pelas ruas sem saber para onde ir. Então se lembra de Sinhá Rita, uma viúva, "amiga" de João Carneiro, seu padrinho. Aproveitando-se do relacionamento dessa senhora com seu padrinho, resolve procurá-la. Sinhá Rita vivia de ensinar a fazer renda, crivo e bordado. Damião chega no momento em queela está com as criadas na sala acaompanhando o trabalho. A senhora se espanta ao ver o rapaz entrar apavorado casa a dentro. Ela o acolhe e ele conta tudo, o desgosto que tinha do seminário, que estava certo de que não seria um bom padre, que só estava no seminário para satisfazer a vontade de seu pai. Ajoelha-se aos pés dela e implora por ajuda. Sinhá Rita promete ajudá-lo e pergunta por que elenão procura o padrinho. Ele responde que o padrinho não poderia fazer muito por ele. Então Sinhá Rita manda um bilhete chamando o padrinho do rapaz a sua casa. Enquanto isso, para aliviar a tensão do rapaz, ela começa a contar piadas e pede que ele conte também. Riem e fazem rir a uma das criadas, Lucrécia, que parou o serviço para prestar atenção. Sinhá Rita ameaça a criada com uma vara, caso elanão conclua o trabalho por causa daquela distração.
Damião compadecido da garota, decidiu que se ela não conseguisse terminar a tarefa, a salvaria da surra, ja que o atraso seria por causa das anedotas que ele contou.
Nesse meio tempo, o padrinho do rapaz tenta negociar com o pai a situação. O rapaz passa o dia na casa de Sinhá Rita, preocupado, nervoso e pensando em fugir. Mas a mulhero acalma.Ao chegar a
hora de recolher os trabalhos das criadas, todas haviam terminado, menos Lucréia. Sinhá Rita ficou furiosa e pediu para Damião ajudá-la, entregando-lhe a vara. Ele ficou desesperado, pois tinha prometido a si mesmo que não deixaria aquilo acontecer, mas sabe que seu futuro está em jogo: ou entrega a vara ou não teria a ajuda de Sinhá Rita. Resolve, então, entregar a vara.
|
||
O conto - Noite de Almirante - narrado em terceira pessoa, conta a história do marinheiro Deolindo, que três meses antes de iniciar uma viagem, conhece a mulata Genoveva; apaixonados ambos fazem um juramento de fidelidade. Ao regessar Deolindo apresenta um semblante de felicidade na expectativa de rever a amada, notado por seus companheiros marujos que antevêem uma noite de almirante aomarinheiro, ou seja, uma grande noite nos braços de Genoveva. Porém ao chegar à casa de Genoveva, Deolindo, ouve de D Inácia, que a moça estava com outro, morando na Praia Formosa.O marinheiro vai até a Praia Formosa e encontra Genoveva, mas esta se mantém indiferente e distante, fala do amor que sentiu por ele, mas diz que seu coração mudara. Triste e cabisbaixo, Deolindo diz à ela que vai matar, masGenoveva não acredita em sua ameaça. No dia seguinte, diante dos amigos e colegas marinheiros, Deolindo apresenta-se com ar de satisfação e felicidade, transparecendo que realmente teve uma noite de almirante, optando por aparentar e não permitindo que sua vergonha fosse exposta aos companheiros.

O conto Pai contra Mãe é uma narrativa em terceira pessoa, que ocorre no Rio de Janeiro nostempos do Império. Becos estreitos, sujeira, miséria fazem contraponto com a riqueza e a ostentação dos donos de escravos. Cândido Neves é um caçador de escravos fugitivos, profissão que lhe rende o sustento. Cândido casa-se com Clara e ambos sonham em ter um filho. Clara engravida, porém os escravos fugidios começam a escassear e Cândido fica séria dificuldade financeira; desesperado e sem saber oque fazer para sustentar o filho, o pai chega ao extremo de ter que optar por colocar o bebê na Roda dos Enjeitados, para a criança não morrer de fome. Cândido cogita mil saídas para ficar com o filho, não encontrando nenhuma, sai de casa com o filho nos braços para depositá-lo na Roda. No caminho vê uma escrava fugitiva, e entregando o menino para um senhor, sai em perseguição da negra....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Caso da vara
  • Caso da vara
  • O Caso da Vara
  • O Caso da Vara
  • o caso da vara
  • " o caso da vara "
  • Análise do conto o caso da vara
  • PSICÓLOGO PERITO NAS VARAS DE FAMÍLIA: REGULAMENTAÇÃO DE GUARDA E VISITA EM CASO DE LITÍGIO CONJUGAL

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!