o avesso da história em história meio ao contrário

Páginas: 42 (10499 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIOGRANDENSE
PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM LINGUAGENS VERBAIS, VISUAIS E
SUAS TECNOLOGIAS

EVELINE ROSA PERES

O AVESSO DA HISTÓRIA EM HISTÓRIA MEIO AO CONTRÁRIO

PELOTAS
MAIO, 2012

1

EVELINE ROSA PERES

O AVESSO DA HISTÓRIA EM HISTÓRIA MEIO AO CONTRÁRIO

Trabalho apresentado ao Curso de PósGraduaçãoLato Sensu em Linguagens Verbais,
Visuais e suas Tecnologias como requisito parcial
para a obtenção do título de especialista.
Orientadora: Ms. Márcia Froehlich

PELOTAS
MAIO
2012

2

O AVESSO DA HISTÓRIA EM HISTÓRIA MEIO AO CONTRÁRIO
Eveline Rosa Peres
evelinerosaperes@gmail.com

Resumo
Neste trabalho buscamos verificar na obra História meio ao Contrário (1977),
da escritoraAna Maria Machado, elementos da paródia carnavalesca, a partir
da teoria desenvolvida pelo linguista russo Mikhail Bakhtin. Essa escolha
teórica deveu-se à percepção que os elementos de comicidade presentes na
obra estabeleciam vínculo com o momento histórico no qual a obra foi
produzida, além de subverter a estrutura narrativa tradicional do conto de
fadas. Assim, a narrativa configura-se comoparódia desse gênero discursivo,
pois inverte a convencional estrutura narrativa e também as atitudes esperadas
pelas personagens- rei, rainha, princesa, representantes do povo- desse
gênero. Ao longo da análise, verificou-se que a mudança da perspectiva
narrativa- passando dos membros da realeza para o povo- também funciona
como estratégia carnavalesca para questionar as estruturas dopoder. Por fim,
foi possível perceber que o emprego de mecanismos dialógicos e intertextuais
reforçam a ideia de que o espaço e os acontecimentos da narrativa evocam o
contexto histórico do Brasil da época em que a obra foi produzida.

Palavras-Chave: Literatura Infantil; Paródia; Carnavalização.

Introdução

A partir de 1964 até meados da década de 1980, o Brasil viveu uma das
fases maissombrias da sua História recente, marcada pelo autoritarismo,
tortura e repressão. Neste período, artistas e intelectuais tiveram suas
produções cerceadas pelo crivo da censura. Sendo assim, escritores,
teatrólogos, cineastas, compositores, jornalistas, entre outros ligados à arte e a
3

formação de opinião; precisaram se utilizar de uma linguagem figurada para
que

pudessem

seexpressar

sendo

menos

perceptível

aos

órgãos

fiscalizadores.
Na Literatura, vários autores tiveram suas obras censuradas devido ao
seu conteúdo aludir à Ditadura Militar ou a questões não desejáveis ao regime.
Entretanto, a fiscalização era bem mais branda quando se tratava da literatura
infantil, por ser historicamente considerado um gênero marginal, visto como
algo pueril e “semmaldade”.
Alguns escritores de literatura infantil, não alheios ao curso da História, e
que já tinham suas obras marcadas por uma linha de criação divergente dos
contos de fadas tradicionais, por ir além dos personagens tipificados dos
contos de fadas, que vivem felizes para sempre; e por instigar as crianças a
questionar o seu entorno, passaram a apontar mascaradamente o autoritarismo
doregime e, ainda, em algumas obras, indicar alternativas e/ou desejos sobre
como ultrapassar o momento Histórico/político que o país vivia. Dentre os
autores que desenvolveram esse tipo de escrita, podemos destacar: Lígia
Bojunga Nunes, Ruth Rocha, Ana Maria Machado.
Em nosso estudo, iremos analisar a obra História meio ao Contrário, da
escritora Ana Maria Machado1. Publicada em 1977, a obrapode ser
relacionada ao período histórico de sua produção.
Nesta análise, buscamos evidenciar as características da obra que
possibilitam interpretá-la como uma paródia carnavalesca dos tradicionais
contos de fadas, ressaltando as estratégias de linguagem utilizadas pela autora

1

Ana Maria Machado tem mais de 100 livros publicados no Brasil e em mais de dezoito paísesa maioria no gênero...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • História meio ao contrário- análise
  • História meio ao contrário
  • Historia dos meios
  • resumo do livro Possibilidades de histórias ao contrário
  • história dos meios da comunicação
  • História dos, nos e por meio dos periódicos
  • A história da degradação do meio ambiente
  • História dos, nos e por meio dos periódicos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!