O aumento dos veiculos na região metropolitana de são paulo

Páginas: 9 (2107 palavras) Publicado: 4 de maio de 2011
1. INTRODUÇÃO

A região Metropolitana de São Paulo, também conhecida como Grande São Paulo, reúne 39 municípios do estado de São Paulo. É o maior centro urbano do Brasil e da América, e a sexta maior área urbana do mundo. É em São Paulo que hoje estão concentradas a maioria das sedes brasileiras dos mais importantes complexos industriais, comerciais e principalmente financeiros.
A população emSão Paulo vem crescendo a cada dia, e com isso o número de veículos nas ruas está se tornando cada vez maior, acarretando inúmeros problemas para a região.
Hoje, a economia brasileira vive um bom momento, juntamente com a industria automobilística, e em pouco tempo a frota de veículos irá aumentar significativamente.
O trabalho tem como objetivo mostrar os impactos que esse aumento de veículosestá trazendo para a região, inclusive para a qualidade de vida de cada cidadão.

2. O AUTOMÓVEL EM SÃO PAULO

Não se pode afastar o crescimento econômico do Estado de São Paulo com o desenvolvimento e o aumento do fluxo de veículos no país. O mercado automobilístico no Brasil iniciou mesmo em 1919, quando a Ford decide trazer a empresa para se instalar em solo brasileiro. A primeira linha demontagem e o escritório da Ford foram na rua Florêncio de Abreu, centro da cidade de São Paulo.
Em 1925, foi a vez da General Motors do Brazil abrir sua fábrica no bairro paulistano do Ipiranga. Meses depois já circulava o primeiro Chevrolet. Dois anos depois, a companhia inicia a construção da fábrica de São Caetano do Sul.
Começa em 1940 a Segunda Guerra Mundial e o então presidente daRepública, Getúlio Vargas, proíbe a importação de veículos montados e cria obstáculos à importação de peças.
Foi Juscelino Kubitschek, presidente empossado em 31 de janeiro de 1956, que deu o impulso necessário à implantação definitiva da indústria automotiva, ao criar o Geia - Grupo Executivo da Indústria Automobilística. Em 28/9/1956, foi inaugurada, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, aprimeira fábrica de caminhões com motor nacional da Mercedes-Benz. Juscelino Kubitscheck compareceu à cerimônia.
A revolução automotiva da década de 1950 trouxe ao Estado paulista, tecnologia de ponta, empregos, desenvolvimento industrial e uma nova relação de capital-trabalho, com o crescimento e fortalecimento dos sindicatos de classes. Hoje, o Estado produz mais de um milhão de veículos por ano.
OBrasil chega ao final de 1960, com uma população de 65.755.000 habitantes e um total de 321.150 veículos produzidos desde o início da implantação do parque industrial automotivo.
Mais de 90% das indústrias de autopeças foram instaladas na Grande São Paulo. E foi no Estado de São Paulo que ficou instalado o maior parque industrial da América Latina, dando um importante impulso para o rápidocrescimento econômico paulista.
A indústria automobilística tem sido apoiada intensamente pelo governo federal e por governos estaduais e o acesso ao automóvel tem sido facilitado por políticas fiscais e de crédito ao consumidor.
Embora a Economia e a Industria automobilística estarem vivenciando um bom momento, a região metropolitana de São Paulo não consegue mais atender ao imenso crescimento donúmero de veículos e a lentidão no transito crescente implica custos bilionários, calculados pelas horas que o motorista permanece parado, pelo consumo de combustível e pelos impactos na saúde da população.
Hoje, com 6,5 milhões de veículos, a frota de São Paulo traz para a cidade não só complicações para o trânsito, famoso por seus enormes congestionamentos, a saúde da população também é gravementeafetada.

3. MOBILIDADE URBANA COMPROMETIDA

A utilização do carro em São Paulo é uma questão cultural, tudo o que a população pensa em fazer - trabalho, estudo, compras, lazer, saúde -, automaticamente está associado com o hábito de tirar o carro da garagem. Não se tem o hábito de usar a bicicleta ou caminhar; e no transporte público, o tempo de espera e a superlotação torna inviável sua...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A dinâmica social das favelas da região metropolitana de São Paulo
  • Transporte Urbano na Região Metropolitana de São Paulo
  • ÁGUA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO
  • Região metropolitana de são luis
  • Barreiras para despoluição do rio tietê na região metropolitana de são paulo
  • Breve análise a respeito das cidades-dormitório da Região Metropolitana de São Paulo
  • Impacto do Ferroanel no transporte de carga na Região Metropolitana de São Paulo
  • DESIGUALDADE SOCIAL E EXPOSIÇÃO Á CAMPOS MAGNÉTICOS NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!