O associacionismo

Páginas: 7 (1627 palavras) Publicado: 15 de maio de 2013
Cap. 4 – O Associacionismo

O associacionismo é mais do que uma escola de Psicologia, mas sim um princípio, o qual surge para responder dúvidas filosóficas, como, “De onde surge as idéias mais complexas que não são diretamente sentidas?” E temos então como resposta, “Tais idéias provem de associações das idéias mais simples.”
Assim estando o associacionismo enraizado a Filosofia, torna-seentão grande influente nas outras escolas de Psicologia.

Possivelmente, os empiristas britânicos foram os mais próximos do associacionismo, ao tentarem explicar as atividades mentais chegaram a numerosos fatores associacionistas. Na descrição do desenvolvimento empirista britânico é tentado mostrar a continuidade entre o empirismo e o associacionismo.

Historicamente os princípiosassociacionistas serviram como tórias de aprendizado, tendo como representantes H. Ebbinghaus que estudou as formações das associações, I. P. Pavlov que estudou fisiologicamente a associação em termos de conexões e por fim E. L. Thorndike que desenvolveu a explicação mais completa em base nas teorias associacionistas, tratar-se-á deste então como o mais digno de tal escola psicológica.

Os empiristasbritânicos utilizaram os mesmos princípios de associação sugeridos séculos atrás por Aristóteles. Ele propusera que os itens semelhantes e mais próximos no tempo se associavam. O único princípio de associação acrescido aos de Aristóteles foi o de causalidade.

Um dos empiristas, Thomas Hobbes, considerou a razão o fator dominante no comportamento humano, contudo centrava nas idéias deterministas,ignorando as “idéias inatas” e levando em conta as sucessões do pensamento, adotando assim a contigüidade.

Quando surge então John Locke, com seu empirismo radical, é lembrado dos princípios aristotélicos com sua tábula rasa indo de afronta com os postulados de Dscartes sobre as suas idéias inatas.
Em um dos capítulos do livro de Locke, ele enfatiza as idéias combinadas à experiência de acordo comprincípios muito próximos aos de semelhança e contigüidade. Acreditava ele que as idéias estão ordinariamente vinculadas por conexões “naturais” dando-se entender que os princípios associacionistas são proveitosos primordialmente para esclarecer as conexões normais.
Locke deu início a uma tendência com sua teoria sobre qualidades primárias e secundárias para as “idéias” experimentais.Classificando assim as propriedades naturais como, sons, movimento, solodez, gosto, etc... Estas distinções levaram então ao problema de distinção entre a Psicologia e a Física.
Filosoficamente, Berkeley, um idealista subjetivo, representava sua posição com sua famosa frase latina esse est percipi (ser é ser percebido). Para ele o problema não era a relação entre mente e matéria ou como a matéria gera amente, mas sim como a mente gera a matéria. Tentando responder à sua questão filosófica, Berkeley sublinha as qualidades primárias destacando as percepções e sensações e explica também, de acordo com sua formação teológica a estabilidade, independência e ordem dos objetos externos, recorrendo à mente onipercipiente de Deus.
David Hume, assim como Berkeley, foi brilhantemente prcoce. Ele estabeleceuma distinção ente as impressões mais vívidas (sensações) e as menos vívidas (recordações).
Hume também aplicou as suas tendências analíticas a um dos três princípios de associação por ele “descobertos”: o princípio de causa e efeito. Achou ele relacionar com contigüidade, mas de fato, causa e efeito apenas se manifestavam como uma idéia se a causa fosse contígua ao efeito. Já N. K. Smithconclui que Hume acreditava que tal princípio retém toda sua independência. Entretanto, causa e efeito não existem nas coisas observadas, mas na mente do observador. Deve-se concluir que Hume reteve três princípios distintos de associação.

O associacionismo como doutrina sistemática

O associacionismo como sistema, se desenvolveu a partir de David Hartley, o qual desenvolveu sua Psicologia em...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Associacionismo
  • associacionismo
  • Associacionismo
  • Associacionismo
  • Associacionismo
  • associacionismo
  • associacionismo
  • Associacionismo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!