O ABANDONO DO JOVEM PARA A PERMANÊNCIA E VIVÊNCIA DE VALORES CULTURAIS DO HOMEM DO CAMPO

Páginas: 24 (5772 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
O ABANDONO DO JOVEM PARA A PERMANÊNCIA E VIVÊNCIA
DE VALORES CULTURAIS DO HOMEM DO CAMPO

Dias Martins, Zélia1
Drª Mirna Susana Vieira de Martinez2

RESUMO

O presente artigo apresenta uma investigação realizada com professores que atuam em escolas fixadas na zona rural, na região compreendida como metade sul do estado do Rio Grande do Sul. O estudo trouxe, por objetivo, umareflexão sobre o êxodo do jovem do campo e as implicações dos currículos das escolas rurais quanto ao trabalho com valores culturais que deveriam fortalecer a identidade desses indivíduos para sua permanência no campo. No currículo das escolas, tanto rurais quanto urbanas, na busca de uma concepção neste mundo social e cultural cada vez mais complexo, e cuja característica mais saliente é aincerteza e a instabilidade, onde as questões da diferença e da identidade se tornam centrais, é de se esperar uma ideia que os estudos culturais, fortaleçam um espaço importante no campo das perspectivas do compromisso com a sociedade e com a cidadania. A pesquisa constituiu-se num estudo qualitativo-descritivo onde o elemento interpretativo apresentou-se com a comparação, contraste, mensuração,classificação, interpretação e avaliação dos dados coletados. O estudo analisado na pesquisa é entendido basicamente como o processo de interpretação da realidade para poder transformá-la. É um componente importante para a criação de políticas públicas atuantes para a melhoria da educação na conquista da humanização deste ser social que vive e trabalha no campo identificado com seus valores culturais.Palavras – chave: Êxodo rural. Escolas rurais. Currículo. Estudos culturais.


INTRODUÇÃO

Este estudo procurou investigar a realidade pedagógica, social e cultural de escolas da zona rural da metade sul do estado do Rio Grande do Sul. Foram aplicados instrumentos de análise entre os professores para conferir e detectar quão longe se encontram os currículos das escolas da zona ruralcom a análise dos fins a que se destinam especificamente. Esta pesquisa procura investigar o porquê do êxodo do jovem rural e as implicações de identidade e desenvolvimento de valores culturais dentro das ações educativas desenvolvidas em suas escolas.
Realizou-se uma reflexão acerca dos impasses e desafios enfrentados pelas escolas rurais que se deparam com profissionais mal preparados e compolíticas públicas dúbias que a própria comunidade não entende, por não ter um projeto específico para a escola da zona rural.
Partindo desta realidade, buscou-se interpretá-la provocando nos atores mudanças de paradigmas como meio de revitalização da escola rural na transformação curricular a fim de chegar-se a tão sonhada educação de qualidade para todos os brasileiros.
A população rural, cujaeducação procura (dentro de certas limitações) se mobilizar produzindo uma dinâmica social e cultural, ainda precisa ser melhor compreendida. Um dos exemplos que se apresenta em nosso eixo de pesquisa, é o êxodo dos jovens rurais como problema a ser estudado. O Movimento dos Sem Terra (SMT) é um movimento social com ricas práticas que se traduz em tratos sérios, da educação, seja na diversidadedos movimentos sociais, seja nas escolas, nas famílias e nas lutas pela terra. Os jovens são os mais afetados pela falta de perspectivas de um futuro melhor exigindo processos formadores na construção de seus saberes e conhecimentos para fixá-los no campo com uma vida digna e feliz, pois desistem deste para trabalhar na cidade ao término do oitava série que finaliza sua primeira etapa de estudos.Eis um problema bastante sério que precisa ser pesquisado com maior profundidade. Estes jovens que abandonam suas origens, na ilusão de que, na cidade, suas vidas seriam menos trabalhosas e ganhariam mais, muitas vezes, serão àqueles que engrossarão os cinturões da miséria das periferias urbanas.
O presente estudo traz uma reflexão sobre a identidade do homem rural numa abordagem curricular das...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A VIVÊNCIA DOS JOVENS DO CAMPO NAS COMUNIDADES, APROPRIANDO–SE DOS SABERES
  • Percepções e vivências religiosas dos jovens moradores de favelas de campos dos goytacazes/rj.
  • Permanência de Jovens na IASD
  • Valores Culturais
  • Valores culturais
  • Valores culturais
  • O homem e seus valores
  • Valores humanos para vivencia em sociedade

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!