A visão sobre o negro na literatura infanto-juvenil brasileira: tia nastáscia e benedito; de objeto à sujeito

Páginas: 14 (3273 palavras) Publicado: 23 de abril de 2013
INTRODUÇÃO
O presente trabalho procurou salientar o percurso do negro na literatura infanto-juvenil brasileira, buscando expor de que forma personagens afrodescendentes passaram a não mais fazer parte de um grupo discriminado e marginalizado pela sociedade.
Não se deve abandonar o valor estético de obras literárias, contudo, é preciso também considerar valores sociais, históricos e moraispresentes na sociedade, já que, sabemos que qualquer texto literário é produzido conforme as mudanças que as sociedades passam ao longo dos anos. Assim, é perceptível que a literatura, de forma geral, incluindo a infanto-juvenil, está ligada a sociedade e ao seu desenvolvimento, proporcionando ao homem uma melhor compreensão de sua existência.
Bakhtin (1992) afirma que as narrativas funcionam comoformadoras de consciência, deste modo, o contato com a leitura de histórias provoca reflexões, sensações e formas de identificações que agregam valores à consciência do leitor, gerando valores éticos e estéticos.
A literatura infanto-juvenil ajuda as crianças a construírem sua identidade, pois estas transferem para si o lugar de heróis e vivenciam as sensações dos personagens.
Contudo, com aanálise a seguir é possível identificar falhas na construção do objetivo destes textos: os livros, em grande maioria, e em principal aquelesque antecedem a década 80 não mostram nenhum personagem negro nem tão pouco sua cultura, mas que ao contrário, reforça a ideia de superioridade branca, já que, exalta suas belezas, qualidades e costumes; sendo o negro inferior, subalterno, objeto, usado por brancos,para deleite destes, desempenhando as mais humilhantesfunções.
Como dito, as obras posteriores ao ano 1980, trazem novos escritores, metodologias e novas concepções de personagens. Os negros, agora tem voz, suas origens são reafirmadas e estes passam a ter identidade própria, pois sua cultura passa a ser representada e a fazer parte da história de nosso país.
Esta modalidade literária, agorabuscará construir uma identidade coletiva, que por meio da arte e dos escritos quilombolas representará culturalmente um povo.

1. O Negro e a Literatura Infanto-Juvenil no Brasil.

A literatura infanto-juvenil tem seus primeiros dias na Europa, durante o século XVII, vinculando-se a princípios presentes na classe média e a valores ideológicos com a finalidade de educar os jovens, uma vezque,surge em um período de mudanças significativas, como ascensão da família burguesa e a reorganização escolar.
Outro fator determinante para o surgimento foi à descoberta de uma nova criança, sendo agora considerada, não mais como uma reprodução do adulto, mas, um ser com instintos e estímulos cada vez mais ligados à atividade lúdica, desenvolvendo-se geneticamente e possuindo interesses diversos deacordo com a idade.
D’Ávila (1969) afirma que aparece com essa nova criança também uma nova literatura, ajustada às idades e aos interesses infantis, Lewis Carrol, Colodi, De Amacis, Ségir, Júlio Verme, Schimidt e tantos outros são os mágicos desses livros de instrução, recreação e educação, os três polos da literatura infanto-juvenil.
Não se diferenciando da Europa, a literatura infanto-juvenilno Brasil, também surge com o nascimento de uma nova classe social – a burguesia, e as mudanças proporcionadas pela revolução industrial, que permite uma nova visão à sociedade: a educação e a formação de suas crianças e jovens como meio de aprendizagem e exercício do papel social que possuem. A leitura de livros didáticos e de literatura infantil passa a ser um elemento valorizado no final doséculo XIX, exatamente quando ocorrem mudanças significativas, provenientes da idade moderna, na estrutura da sociedade brasileira.
A partir de então, a criança brasileira pertencente à burguesia passa a ter acesso às obras clássicas de origem estrangeiras as quais eram traduzidas ou adaptadas.
Aqui autores brasileiros, inclusive aqueles dedicados ao público infantil, tiveram que se adequar a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • o negro na literatura infanto-juvenil brasileira; Um estudo nas obras de Monteiro Lobato
  • Uma visão sobre o negro na literatura
  • Literatura Infanto Juvenil ou Literatura
  • Literatura Infanto Juvenil
  • literatura infanto juvenil
  • Literatura Infanto Juvenil
  • Literatura infanto-juvenil e sexualidade
  • História da literatura infanto juvenil

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!