A violência na infância

Páginas: 6 (1410 palavras) Publicado: 9 de outubro de 2011
[pic]

Trabalho de Serviço Social apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média bimestral na disciplina de Psicologia Geral.

Orientador: Lisnéia Aparecida Rampazzo

Paracatu
2010

INTRODUÇÃO

Os dados para realização deste trabalho foram colhidos no conselhotutelar da cidade de Paracatu.
Paracatu é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2004 era de 81.599 habitantes.
O objetivo desta pesquisa foi analisar a situação real da infância roubada, ou seja, da violência infantil, causas e os danos deixado na vida destas crianças e a atuação da psicologia do desenvolvimento.

A atuação do conselho tutelar

Oconselho tutelar de Paracatu ainda é um bebê e como tal estão vivenciados todos os ciclos de aprendizagem e erros até realmente chegar ao processo de maturação e funcionar dentro dos parâmetros de qualidade necessários a sociedade.
Estamos no primeiro mandato que se iniciou em 2009 e finalizará em 2011.
O conselho tutelar de Paracatu conta com cinco conselheiros e cinco suplentesatuando no município, número este insuficiente para demanda humana carente de auxílio e orientação em todas as áreas.
O número de crianças de 0 a 12 anos atendidas pelo conselho tutelar é uma incógnita para todos, pois o mesmo contabiliza as famílias no geral e não o número de crianças assistidas.
O referencial que possuem é uma tabela chamada balanço anual em que registram as ocorrênciase então a partir daí começam a atuação dos conselheiros conforme o necessário. O balanço referente ao ano de 2009 apresenta o abuso sexual com contato e sem contato no topo desta lista com 29 casos registrados, seguidos de espaçamento, drogas e furtos.
Esta dificuldade em se ter uma estatística desta problemática é um fato que ocorre em todo território nacional.
A prática daviolência infantil hoje é um fenômeno social que não está somente enraizado nesta cidade e sim em todo o mundo, permeado por experiências caracterizadas pelo sofrimento e traumas.
O mais assombroso no desenvolvimento desta pesquisa não são as limitações e o número insuficiente de pessoal capacitado atuante ou mesmo a falta de verbas para execução ou criação de projetos, e, sim a dura constataçãoque tudo começa em casa, a criança é violentada pelas pessoas que deveriam ser as primeiras a zelar pela sua segurança e bem estar, a dar-lhes carinho, atenção e afeto. Estas pessoas que deveriam ser referenciais de bom comportamento, caráter, equilíbrio, compreensão, confiança e amor, tornam-se carrascos de seus próprios filhos.
Não bastasse esta triste constatação, as mães são tidas comomaiores agressoras no contexto doméstico, segundo as estatísticas dos órgãos competentes.
O perfil das figuras materno e paterno da criança que é violentada sempre evidencia uma infância conturbada, sofrida onde a violência a miséria, a ausência de afeto imperavam.

[pic]
Criança violentada, criança triste.

Prejuízospara sociedade resultante da violência Infantil:

“A violência é um tipo de manifestação que atenta contra a possibilidade de construção de sujeitos livres na sociedade e tem por referência uma vida reduzida, alienada: não há vida em plenitude; sendo assim, durante uma manifestação, ela preenche o espaço da liberdade, ameaça constantemente a vida e faz alusão a morte e á destruição”. Adorno(1988)
As pessoas que na infância, não criaram um vínculo afetivo e não tiveram um mínimo necessário para se desenvolver como ser perdem a auto-estima e não sentem confiança nem segurança tornam-se indivíduos fragilizados, tanto no plano físico como no emocional, ao longo de toda a sua vida. As crianças que foram obrigadas a realizar trabalhos perigosos ou foram vítimas de qualquer...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • VIOLENCIA NA INFANCIA
  • Violencia na infancia
  • Infancia x violencia infantil
  • Infancia x violencia infantil
  • A PRIMEIRA INFÂNCIA E AS RAÍZES DA VIOLÊNCIA
  • Infância x violência infantil
  • Infância x violência infantil:
  • Infancia versus violência infantil

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!