A VIDA E A OBRA DE IGNÁCIO MARTÍN-BARÓ: O PARADIGMA DA LIBERTAÇÃO

Páginas: 17 (4212 palavras) Publicado: 15 de setembro de 2015
A VIDA E A OBRA DE IGNÁCIO MARTÍN-BARÓ:
O PARADIGMA DA LIBERTAÇÃO
Lucian Borges de Oliveira
Faculdade de Psicologia
Centro de Ciências da Vida
lucian.bo@puccampinas.edu.br
Raquel Souza Lobo Guzzo
Grupo de Pesquisa Avaliação e Intervenção
Psicossocial: Prevenção, Comunidade e Libertação
rguzzo@puc-campinas.edu.br

Resumo: O estudo do Paradigma da Libertação na psicologia é importante para oenfrentamento à opressão presente na sociedade. Diante disso, este trabalho pretendeu caracterizar a vida e a obra de Martín-Baró, importante precursor deste paradigma. Os objetivos deste trabalho são: resgatar a obra de Martín-Baró, bem como analisar que fatores que influíram na constituição de características do paradigma da libertação. As etapas para isso ser feito foram: a sistematização dahistória de vida de Ignácio Martín-Baró e sua contribuição para a psicologia Latino-Americana e a identificação no Brasil de categorias que caracterizam o paradigma da libertação na psicologia. Compreende-se que, para a elaboração de uma Psicologia da Libertação, foi necessário reconstruir a dimensão teórica e prática, que são inseparáveis, e essa reconstrução carrega consigo a inerência de uma posturaética. Considera-se, a partir do estudo feito, que existe um relevante número de obras de Martín-Baró disponível.
Palavras-chave: Psicologia da Libertação, Ignácio Martín-Baró, Psicologia Latino-Americana.
Área do Conhecimento: Ciências humanas– Psicologia Social
1. Introdução
1.1 A trajetória
Ignácio Martín-Baró nasceu em Valladolid, Espanha, em 7 de novembro de 1942, lugar foi onde passou amaior parte de sua infância. Nesse mesmo local também estudou no colégio jesuíta São José onde, desde cedo esteve envolvido com as questões religiosas que, o fizeram despertar a sua vocação. Em 18 de setembro de 1959, aos 17, Ignácio ingressa na Companhia e Jesus [4].
Logo nos anos sessenta, Martín-Baró foi para a Colômbia com compromissos jesuítas, local este onde ele obteve a licenciatura emLetras e Filosofia e, em seguida se alocou em El Salvador, onde cursou licenciatura em Psicologia na UCA (Universidade Centro-Americana José Simeón Cañas), em San Salvador. Em 1977 obteve o título de mestre em Ciências Sociais e, 1979 o doutorado em Psicologia Social e Organizacional, ao defender sua tese na Universidade de Chicago, EUA, lugar este conhecido pela sua importância para a psicologiasocial hegemônica1, positivista, individualista e acrítica [5] conceitos estes que serão tratados mais adiante neste trabalho. Ao voltar de Chicago, assumiu o posto de vice-reitor da UCA e também muitos outros cargos, como o de chefe do Departamento de Psicologia e Educação e o Conselho Editorial da UCA e de sua principal revista a ECA (Revista Estudios Centro-americanos).
Foi com a realidade desalvadorenha, uma realidade marcada pela desigualdade, injustiça, governos autoritários, guerra civil e com más condições materiais de realizações das aspirações da população [9], que Martín-Baró realizou a maior parte de sua produção acadêmica, portanto longe da tranquilidade e serenidade que se pressupõe em uma vida acadêmica. [5] cita uma carta de 23 de agosto de 1989, que Martín-Baró agradecia oconselho acadêmico da Escola de Psicologia da Costa Rica, pela solidariedade em relação à bomba explodida em frente à UCA. Este trecho mostra uma parcela das reais condições de sua produção, através de seu compromisso com as maiorias populares:
“Las bombas contra nuestras instalaciones afctan muy gravemente nuestras ya difíciles finanzas, pero nos confirmam también que representamos una vozsignificativa em el quehacer del país, y que nuestro trabajo acadêmico em favor de lós interesses mayoritarios de nuestro pueblo sigue tiniendo un impacto. Por ello, estén seguros que la UCA seguirá firme em su trabajo universitário com el pueblo salvadoreño en favor um futuro más justo e libre”(p.4).
O trecho anterior exemplifica as condições objetivas em que Martín-Baró produzia e agia, condições...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • o papel do psicologo ignacio martin baro
  • Informações sobre a vida e obra de martin heidegger
  • Fatalismo
  • martin baró violencia nas ecolas
  • Carvajal e martin baró
  • relacionando Marcuse, Adorno e Martín-Baro
  • Martin heidegger: vida, obras e síntese da carta sobre o humanismo
  • O Processo Grupal e a questão do poder em Martín-Baró

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!