A trajetória dos annales

Páginas: 7 (1668 palavras) Publicado: 29 de maio de 2013
UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – (UNEB)

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS – CAMPUS V

LICENCIATURA EM HISTORIA

MIGUEL MARCOS DE NOVAIS













A TRAJETÓRIA DOS ANNALES



















Santo Antonio de Jesus

Março 2010

MIGUEL MARCOS DE NOVAIS



















A TRAJETÓRIA DOS ANNALESSanto Antonio de Jesus

Fevereiro 2010



Para entendermos o momento atual da escrita da historia precisamos acompanhar a história da história. As mudanças que ocorreram na escrita da historia iniciaram-se com o aparecimento da expressão francesa “La nouvelle histoire” (a nova história), na passagem do século XIX e XX. Essa Nouvelle histoire, praticada pela Escola dos Annales,a partir de Febvre, Bloch e Braudel, rompeu com a influência filosófica, amparando-se nas teorias das novas Ciências Sociais (Sociologia, Economia, Psicologia, etc.).

Em 1929, Marc Bloch e Lucien Febvre, fundam a revista dos Annales e inauguram uma fase nova e decisiva no campo da historia e historiografia. História escrita como reação ao modelo tradicional ou “história rankeana”, alusão aohistoriador alemão Leopold Von Ranke (1795 – 1886). Essa revista seria o porta-voz dos apelos dos editores em favor de uma abordagem nova e interdisciplinar da história. (BURKE, 1997).

O principal alvo de combate dos Annales foi a história política que se fazia na época, de influencia positivista, caráter “diplomático”, narrativo e factual.

O rigor da narrativa rankeana não considerava aimaginação do historiador, presentes em todos os atos de estruturação da narrativa histórica. Considera-se que a narrativa histórica tem inicio e fim determinados pelo historiador, imprimindo sentido ao tempo e possibilitando uma unidade através da narrativa.

Os Annales questionavam entre a virada do século XIX para o século XX a forma como se fazia história que era até então historizante, a qual sepreocupava tão somente com fatos singulares, sobretudo fatos políticos, militares e diplomáticos. Uma história que tomava como um dos critérios, a analise de documentos verdadeiros, e assim poder-se-ia chegar a cientificidade e a verdade dos fatos. Opunham-se ferrenhamente a uma história contaminada de empirismo. Este nova paradigma de escrita da história foi proposto pela chamada Escola dosAnnales, tornando-se talvez o principal modelo para o fazer da história.Burke, 1997, acredita que seja preferível falar num movimento do Annales, não uma “escola”.

O núcleo central do grupo foi formado por Lucien Febvre, Marc Bloch, Fernand Braudel, Georges Duby, Jacques Le Goff e Emmanuel Le Roy Ladurie. E próximos a eles estiveram Ernest Labrousse, Pierre Vilar, Maurice Agulhon e Michel Vovelle.A escola dos “Annales”: cujos membros deram um giro coperniano (refere-se a Copérnico) na historiografia, atacaram o positivismo. Seus defensores são Marc Bloch (1886-1944) e Lucien Febvre (1878-1956). A partir de Bloch e Febvre começam a ser utilizados os métodos estatísticos, econômicos e de qualquer outra ciência que servisse de subsidio. A economia e a sociedade passaram a ser objeto deestudo da História, porém, mais importante que o Estado, as instituições e as guerras, é o ser humano, o ser que vive em sociedade. Sem duvida interessa ao historiador a História em sua totalidade com super estrutura e infra-estrutura e, ao que parece, a única maneira de compreender o passado para analisar o presente é entender as estruturas sociais, políticas e econômicas.

Os Annales recusaram osobjetos da história tradicional: a política, as relações exteriores dos Estados nacionais, as guerras e a biografia de seus grandes líderes e, criaram outros objetos. Os principais objetos que aparecem na primeira fase da revista dos Annales relacionam-se com: economia, sociologia, geografia e demografia. (REIS, 2004).

A abertura e ampliação do campo dos objetos, das fontes e técnicas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • annales
  • annales
  • Annales
  • Annales
  • Annales
  • Trajetória
  • Trajetoria
  • TRAJETÓRIA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!