A tecnologia nas visões marxistas e neoclássicas

Páginas: 7 (1636 palavras) Publicado: 22 de abril de 2013
Capítulo 2: A tecnologia nas visões marxistas e neoclássicas

Apesar de o desenvolvimento industrial na Europa Ocidental e nos Estados Unidos ter ocorrido de maneira surpreendente e rápida em meados de 1880, pode-se dizer que neste período, a Grã-Bretanha já havia se consolidado como uma das grandes potências no setor. Um exemplo disso é que quase metade das produções manufaturadasmundiais provinha do Reino Unido, já os Estados Unidos contavam com uma produção de apenas 6%. Essa consolidação se deve ao fato de que a sua organização industrial e tecnológica criadas possibilitavam uma produtividade 14% maior do que a dos Estados Unidos. Pode-se considerar um avanço para a época o fato dos industriais não temerem a concorrência de produtos estrangeiros, o que culminou na eliminaçãodas históricas proteções existentes até então.
Como resultado do sucesso apreendido, todo o sistema industrial britânico, o que inclui o seu modo de produção, assim como os avanços tecnológicos, serviu como base para os escritos dos teóricos Marx, Walras e Marshall acerca do modo de produção.
Diante desses autores, interessamo-nos pelos escritos de Leon Walras, pensador e criador da“teoria do equilíbrio geral”, que é possível dizer ser a ideia-força para a economia contemporânea. A “idéia-força é a teoria do equilíbrio geral, tomada como a culminância da caminhada do pensamento econômico; o herói é Walras, o inventor da idéia-força” (PAULA, 2002:1).
Walras iniciou seus estudos sobre economia por volta de dezembro de 1859 no Journal des Économistes, no qual publicou cerca dedoze artigos relevantes sobre o tema. A influência de Walras sobre o pensamento econômico contemporâneo é muito grande, visto que contribuiu e ainda contribuiu para pensarmos uma linha de raciocínio com exatidão voltada para os conceitos matemáticos que nos levam a compreensão de ofertas e demanda. O que permite que toda a produção seja planejada para que haja um equilíbrio entre essa relação comvistas à obtenção de melhores resultados.
O reconhecimento da obra de Walras se deu após a publicação de seu artigo-chave, em 1874. Cabe ressaltar que apesar disso, a população da época não deu a devida importância à obra do autor. O mesmo só teve reconhecimento anos após sua morte.
A essência da obra de Walras possibilitou uma organização no processo de produção manufatureira, o que fezcom que produzissem em larga escala e de acordo com as necessidades do mercado. Na Inglaterra, por volta da segunda metade do século XIX, pode-se dizer que foi uma época marcada por aprimorar inovações existentes da indústria, mas que somente foram perceptíveis no século XX.
Esses avanços também apareceram nas rodovias, através do uso das carroças para realização do transporte tanto demercadorias, como de pessoas. As vias fluviais tiveram a construção de canais e eclusas. Uma curiosidade, a saber, é que nessa época os barcos eram puxados por cavalos em beira à margem e navegavam nos canais.
O primeiro barco a vapor criado foi o Clermont, nos Estados Unidos. Esse tipo de transporte proporcionou uma navegação mais rápida apesar de necessitarem navegar em águas mais profundasestáveis.
As ferrovias necessitaram de inovações adicionais vindas da tecnologia a vapor, tornando o transporte de cargas pesadas mais fáceis por volta dos anos de 1818 a 1825. As primeiras navegações deste tipo surgiram na Europa somente nas décadas de 1850 e 1860.
A indústria têxtil também teve suas radicais mudanças com o aprimoramento dos maquinários com o advento do vapor. Os tearesdeixaram de serem manuais e passaram a serem mecanizados. Tal decisão ocorreu após os incentivos dos fornecedores de bens de capital visando proporcionar maior agilidade na produção de tecidos e possibilitando melhor acabamento ao produto final.
Já na metalurgia não havia uma preocupação com uma concorrência, a exemplo da indústria têxtil. Visto que havia menor oferta de diversidade de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Revolução francesa nas visões marxista e revisionista
  • Quadro mostrando diferenças entre as visões: Liberal e Marxista
  • Principais distinções existentes entre as visões Liberal e Marxista
  • Neoclassica
  • marxista
  • visões
  • Neoclassica
  • NEOCLASSICA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!