A teúda e manteúda do pr

Páginas: 13 (3133 palavras) Publicado: 8 de dezembro de 2012
A TEÚDA E MANTEÚDA DO “PR”


Eu costumo acordar cedo. Pela seis da manhã, eu já estou fora da cama. A meia-idade tem dessas coisas, a gente tem sono só na hora errada. Aos sábados não é diferente. E hoje segui o costume. Levanto às seis, banheiro para as atividades inerentes ao local, vou à cozinha, ponho um café-com-leite no micro-ondas, espero, pego a xícara e rumo ao escritório, onde moraa minha janela para o mundo, um notebook ligado numa conexão sonolenta com a internet. Ligo, espero carregar, clico no ícone da Veja On-Line, para ver as novidades. Nada de muito interessante, Israel vai metendo os pés pelas mãos na Cisjordânia (já escrevi um post defendendo Israel do jogo sujo da mídia, mas essa de permitir a expansão dos assentamentos em represália à decisão da ONU dereconhecer a Palestina com Estado Observador é, para dizer o mínimo, um tremendo tiro no pé, parece até coisa de petista!), mais uns rolos da tal Rosemary, enfim, mais do mesmo. Vou à coluna do Reinaldo Azevedo, sempre um prazer de ler. Hummm... Hein? Como é? Deparo-me com o seguinte texto:

Jornal decide contar ao leitor o que os jornalistas e o governo sabiam há muito: Lula e Rosemary, no centro donovo escândalo, eram amantes desde 1993

Um homem público ter uma amante é ou não assunto relevante? Nos EUA, basta para liquidar uma carreira política, como estamos cansados de saber. Foi um caso extraconjugal que derrubou o todo-poderoso da CIA e quase herói nacional David Petraeus. Desde quando estourou o mais recente escândalo da República, todos os jornalistas que cobrem política e todaBrasília sabiam que Rosemary Nóvoa Noronha tinha sido — se ainda é, não sei — amante de Lula. Assim define a palavra o Dicionário Houaiss: “Amante é a pessoa que tem com outra relações sexuais mais ou menos estáveis, mas não formalizadas pelo casamento; amásio, amásia”.

Embora a relação fosse conhecida, a imprensa brasileira se manteve longe do caso. Quando, no entanto, fica evidente que a pessoa emquestão se imiscui em assuntos da República em razão dessa proximidade e está envolvida com a nomeação de um diretor de uma agência reguladora apontado pela PF como chefe de quadrilha, aí o assunto deixa de ser “pessoal” para se tornar uma questão de interesse público.
O caso, com todos os seus lances patéticos e sórdidos, evidencia a gigantesca dificuldade que Lula sempre teve e tem dedistinguir as questões pessoais das de Estado. Como se considera uma espécie de demiurgo, de ungido, de super-homem, não reconhece como legítimos os limites da ética, do decoro e das leis. (...)
Ainda segundo o texto do Reinaldo, o jornal responsável pela notícia é a Folha de São Paulo que, ao questionar o porta-voz do Instituto Lula, José Chrispiniano, ouviu dele a afirmação de que "o ex-presidente Lulanão faria comentários sobre assuntos particulares".
Fiquei ali uns cinco minutos, olhando aquilo, meu café esquecido, esfriando no canto da escrivaninha. A notícia era inacreditável. Quer dizer, se analisado à luz fria dos fatos, fazia todo sentido. A nomeação da moça, seu poder quase rasputiniano, seu trânsito com o "PR" (Presidente), sua preocupação com plásticas e coisas afins, as viagens semjustificativa aparente, seu poder junto ao chefe e sua sede de aproveitar ao máximo esse poder. Até mesmo a repentina viagem de Lula à Europa, logo que eclodiu o escândalo do tráfico de influência da "Rose". O prudente distanciamento de Dilma, acoplada à intensa movimentação nos bastidores para evitar, a qualquer custo, que a dita-cuja seja interrogada por parlamentares da oposição. Tudo seencaixava, tudo começava a fazer sentido. Mas... até NESSE tipo de escândalo, o Imperador de Garanhuns se mete? Tem foto rodando a internet, com o abraço carinhoso dos três protagonistas desse triângulo: Lula, Rose e Marisa Letícia! Cara de pau, o Coronel Jesuíno do Planalto, não?
Ok, ok.... vamos com cautela. Vai que o Reinaldo perdeu o juízo... Para buscar a contrapartida, vou ao blog sujinho...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Tens o de Pr
  • Pr
  • Pr
  • Pr
  • Pr
  • Pr E Pr Bi Ticos
  • Multiplos pr
  • Gest o na Era Pr

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!