A segunda navegação

Páginas: 13 (3125 palavras) Publicado: 9 de novembro de 2012
Faculdade de Filosofia
Metafísica – 2010/2º
Fabiano Vitor de Oliveira Campos



A segunda navegação como passagem da investigação física dos pré-socráticos ao plano metafísico



Uma das passagens mais famosas e mais grandiosas que Platão nos deixou nos seus escritos é, sem duvida, a passagem central dôo Fédom. Poder-se-ia dizer que ela constituiu a primeira exploração edemonstração racionais da existência de uma realidade supra-sensível e transcendente.

As questões metafísicas mais importantes e a possibilidade da sua solução permanecem ligadas aos grandes problemas da geração, da corrupção e do ser das coisas e estão particularmente articuladas com a individuação a causa que está no seu fundamento. Os filósofos da natureza fazem-nos compreender, emproporções aumentadas, a inconsistência dos fundamentos de caráter naturalístico e suas contradições: e justamente essas proporções aumentadas manifestam a incapacidade de uma convicção desse tipo para explicar adequadamente as coisas.

*O encontro de Anaxágoras e a verificação da insuficiência da teoria da inteligência cósmica por ele proposta

Antes de afrontar o novo tipo deinvestigação que conduz à solução dos problemas levantados, Platão examina a concepção da inteligência apresentada por Anaxágoras, que poderia ter fornecido uma importante contribuição exatamente para a solução daqueles problemas, mas que falhou inteiramente pelos motivos que haveremos de ver. Anaxágoras teve razão ao afirmar que a inteligência é a causa de tudo, mas não conseguiu dar a essa afirmação umfundamento adequado e uma necessária consistência, justamente porque não o permitia o método de investigação dos naturalistas, por ele seguido.

Eis as motivações, de notável importância, aduzidas por Platão: Afirma que a inteligência é causa ordenadora de todas as coisas as coisas significa afirmar que ela dispõe todas as coisas da melhor maneira possível. Isto implica a inteligência e oBem sejam articulados estruturalmente, e que não se posso falar da primeira sem falar da segunda. Afirmar a inteligência como causa implica e o ipso afirmar o melhor (Bem) como condição do nascer, do perecer e do ser das coisas. Em particular, ao sustentar, a tese da inteligência ordenadora, Anaxágoras deveria ter explicado o critério do melhor em função do qual a inteligência opera; e, sobre ofundamento desse critério , deveria ter explicado s condições, isto é, o modo de agir, de sofrer a ação e de ser da terra, do sol, da lua e dos astros, seus movimentos e as relações entre esses movimentos, numa palavra, os diversos fenômenos . Em resumo, deveria ter explicado como os vários fenômenos sejam estruturados em função do melhor e, portanto, segundo um conhecimento exato do melhor e dopior. Mas Anaxágoras não fez isso. Introduziu a inteligência, mas não lhe atribuiu o pape acima indicado; continuou a atribuir o papel de causa aos elementos físicos( ar,éter,água, e assim por diante), em vez de atribuí-lo ao melhor

*A grande metáfora da segunda navegação como símbolo do acesso ao supra-sensível

Segunda navegação e uma expressão tirada da linguagem dos marinheiros, ea sua significação parece ser fornecida por Eustáquio que referindo-se a Pausânias, explica: Chama-se segunda navegação aquela que se leva adiante com remos quando se fica sem ventos. A primeira navegação, feita com velas ao vento, corresponderia àquela levada a cabo seguindo os naturalistas e o seu método ; A segunda navegação, feita com remos e sendo muito mais cansativas e exigente,corresponde ao novo tipo de método, que leva à conquista da esfera do supra-sensível. As velas aos ventos dos físicos eram os sentidos e as sensações, os remos da segunda navegação são os raciocínios e os postulados: Justamente sobre eles se funda o novo método.

Torna-se muito clara a mensagem de Platão: O tipo de método dos naturalistas, fundado sobre os sentidos, não esclarece, mas torna...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • navegacao
  • Navegaçao
  • Navegaçao
  • Navegação
  • Navegação
  • navegacao
  • Navegação
  • Navegação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!