A Revolução Intelectual dos séculos XVII e XVIII

Páginas: 6 (1352 palavras) Publicado: 5 de maio de 2014
Revolução Intelectual

A Revolução Intelectual nos séculos XVII e XVIII foi instituída a partir da forma de pensar a vida e tudo o que a envolve. Foi iniciado por alguns filósofos, entre os mais conhecidos e os que influenciaram a revolução intelectual foram René Descartes, Francis Bacon, Isaac Newton e John Locke, onde criaram e substituíram muitas teorias antigas. Cada um deles trouxe suacontribuição um sendo discípulo do outro não em total concordância com todas as ideias, mas com tudo se propôs a encarar o mundo de um jeito novo, pelo menos para aquela época, mas é claro que até hoje a intelectualidade traz consigo traços desse momento.
Bacon por exemplo instituiu que aquilo que era descoberto só devia ter um valor científico depois de experimentado, ou seja, depois de sercolocado em prática. Nada devia ser considerado antes de ser lançado em dúvidas.

Descartes apesar de ter seu sistema um pouco parecido com o de Bacon, utilizava a matemática para tirar conclusões de algo investigado. Descartes foi o pai do racionalismo e do sistema mecanicista.
Isaac Newton é precursor do qual a finalidade do cientista que é de tornar tudo em questionamento, repensar as coisas,também movido pelo pensamento da existência de um conjunto de leis naturais que regem a política das nações e do mundo. Segundo ele os homens e mulheres que soubesse disso poderiam usa-las para garantir o progresso da raça humana.
As discussões sobre a necessidade de se ter uma nova visão de mundo acontecem em uma ilha Mont Saint Michel na França, onde um poeta desiludido com a vida cotidiana, asmesmices e um político que acabara de perder as eleições onde se candidatara a presidente dos Estados Unidos se encontram com uma Cientista frustrada por ver sua descoberta o “laser” ser usada por militares para destruição, este filme tem mais na realidade um caráter de documentário, onde o foco dele gira em torno de se fazer entender que as pessoas, os governos e todas as instituições existentes naterra precisam constantemente renovar o seu modo de ver o mundo, a cientista Sonia Hoffman critica muito esse modelo mecanicista de Descartes, ela traz a percepção de que só porque uma ideia ou pensamento foi bom para a humanidade há um tempo, isso não quer dizer que pode ser bom pra hoje e que o mundo precisa se renovar, se recapitular, se transformar e principalmente no campo das ideias, asatitudes tomadas não significam que elas façam parte de um modelo a ser seguido e inabalável onde não se pode mudar ou simplesmente acabar. Para a cientista um novo modelo deve ser adotado o da teoria dos sistemas que é baseado no processo e não nas estruturas, isso porque as estruturas já estão ali fundamentadas e parece que por causa disso não podem ser tocadas e isso é bem notável no que se baseiaa politica que são em estruturas remotas em que as soluções estão exatamente afixadas para que não haja mutação. 
O problema principal de essa visão mecanicista ter dado tão certo é a de que a partir de então o homem racionalista desprendido de qualquer nova visão de mundo passou a ser o seu próprio deus e determinar seus próprios caminhos, a ciência transformou o homem quase que em um deus epara isso a Cientista Sonia diz: os cientistas podem até ser poderosos, mas isso não quer dizer que são sábios. Parafraseando, as descobertas em muito podem ter revolucionado o mundo em todas as diretrizes, mas isso não quer dizer que essas invenções tenham sido de todo boas para o mundo e para confirmar seu pensamento dar o próprio exemplo de vida, onde ela construía algo pensando no benefício dahumanidade, mas o modelo ali implantado muito antes de ela chegar fez com que sua descoberta fosse usada não para o bem e sim para o mal, por isso ela declara oposição ao sistema que no mundo foi imposto e as obrigações que vem junto com ele, como por exemplo, votar e viver de acordo com o que está descrito para que se cumpra. 
Um exemplo desse mecanismo de funcionalidades onde parece mais que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A revolução intelectual dos séculos xvii e xviii
  • Europa nos séculos XVII e XVIII
  • Revolução Científica do século XVII
  • Revoluçao cientifica do seculo xvii
  • A revolução científica do século XVII
  • Revolução Científica do século XVII
  • A revolução cientifica do século XVII
  • A Revolução Científica do Século XVII

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!