A Revolução Cubana e a exportação da revolução para a América Latina

Páginas: 8 (1953 palavras) Publicado: 23 de outubro de 2013
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS (FAFICH)
Departamento de História

A Revolução Cubana e seu impacto na América Latina
Professora: Adriane Vidal Costa
Daniela C.

A Revolução Cubana e a tentativa de exportar a revolução e a luta armada para a América Latina
Em 1959, Cuba presenciou a vitória de uma insurreição popular sobre a ditadura deFulgêncio Batista. Esta vitória aconteceu através da eficiência da guerra de guerrilha, e da teoria do “foco” e foi liderada pelo Movimento 26 de Julho, na Sierra Maestra. O movimento revolucionário era de cunho nacionalista e democrático – no sentido de querer uma sociedade mais justa e igualitária – e surgiu da insatisfação quase que generalizada da população frente a um governo despótico ecolonizado pelos interesses norte-americanos. A Revolução Cubana, como ficou denominada, propunha profundas mudanças sociais e econômicas, como a socialização da riqueza, e foi comandada principalmente por Fidel Castro e Che Guevara, ícones atuais da luta socialista na América Latina, apesar da revolução não ter sido inicialmente idealizada como tal.
A vitória da revolução popular em Cuba, sem dúvidas,impactou o mundo, mas principalmente a América Latina. Todos os países latinos no continente americano, de alguma forma, se assemelhavam a Cuba no que dizia respeito à forte desigualdade social, à dependência econômica dos Estados Unidos, ao fato de serem presas fáceis da política imperialista norte-americana e também na insatisfação de grupos sociais diversos com a situação dos seus países.Desse modo, uma revolução claramente anti-imperialista - e, a partir de 1961, oficialmente socialista - ter tomado o poder em Cuba em plena Guerra Fria, era, no mínimo, interessante ao resto do continente.
Em plena década de 1950, empreender qualquer luta de viés esquerdista no continente americano não era tarefa fácil. O fato de Cuba, um país pobre e completamente refém do imperialismoestadunidense, ter conseguido sair vitoriosa dessa operação, definitivamente empolgou as outras esquerdas latino-americanas. E este foi, então, o primeiro impacto da Revolução na América Latina: o exemplo.
Os impactos que essa revolução teve no continente foram muitos e diversos. O exemplo bem sucedido constituiu-se um impacto rápido e direto. Nas palavras de Denise Rollemberg:
“Nada como um exemplo, ummodelo a ser seguido, equacionando as dificuldades, apontando soluções, propondo caminhos, encorajando a luta.” 1
A revolução mostrou, tanto para a esquerda americana quanto para a direita, que era possível um movimento popular vencer. Logo, ao mesmo tempo em que empolgou a esquerda, amedrontou a direita, que logo se preparou para boicotar Cuba e voltar sua atenção para a segurança de seus países,reprimindo qualquer indício de levantes subversivos.
As outras formas de impactos que a revolução surtiu nos países latino-americanos se deram, principalmente, graças à política do Estado cubano de exportar a revolução. Essa ideia foi idealizada por Fidel Castro desde as primeiras semanas do governo revolucionário e foi empreendida, principalmente, pelo Ministério do Interior, que tratava dasegurança do novo regime e era comandado por Manuel Piñeiro. A sonhada revolução continental se tornou o centro das preocupações do regime, do ministério e de Piñeiro.
Para os cubanos, a tentativa de levar a revolução pelo mundo era o que asseguraria a sobrevivência e consolidação da revolução em Cuba e libertaria os povos do Terceiro Mundo2. Eles se empenharam a fim de contribuir de formaaltruísta para a transformação da América Latina, principalmente naqueles países que seguiam as diretrizes estadunidenses. Cuba recebeu, desse modo, todo o apoio dos países terceiro-mundistas.
Piñeiro aconselhava seus funcionários a estudar a situação política dos países latino-americanos para trabalharem a exportação da revolução e da luta armada. Ele se reunia com os revolucionários dos outros...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Revolução e Ditadura na América Latina
  • De Marti a Fidel: A revolução cubana e a América Latina
  • Resenha Cao 3 De Marti a Fidel: A revolução Cubana e a América Latina
  • De Marti a Fidel: A revolução Cubana e a América Latina- Cap 9
  • De Marti a Fidel : A revolução Cubana e a América Latina cap 10
  • Cuba
  • Gramsci, revolução passiva, América Latina
  • Revolução Cubana

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!