A Republica - Platão

1441 palavras 6 páginas
Na República de Platão descreve um diálogo onde Sócrates pesquisa a natureza da justiça e da injustiça. Para isso, imaginando a construção de uma cidade ideal. A medida que essa cidade vai sendo construída, tem-se uma necessidade de uma especialização de tarefas cada vez maior. Essa cidade terá então uma classe de guardiões para defendê-la e estes deverão receber uma boa educação para que sejam, segundo Sócrates, “ brandos para os compatriotas embora acerbos para os inimigos; caso contrário, não terão de esperar que outros os destruam, mas eles mesmos se anteciparão a fazê-lo ”(375c). Sendo assim, grande parte desse diálogo se dedica a decidir qual seria a educação mais adequada para se formar homens com uma certa natureza filosófica que terão a função de proteger e governar essa cidade.
O primeiro livro começa com uma discussão entre Sócrates e Glauco falando sobre as vantagens e desvantagens da velhice. Desta discussão eles passam a falar do assunto principal de todo esse livro, que também está presente em toda a obra, que é sobre a virtude da justiça. Polemarco fala que a justiça consiste em fazer o bem aos amigos e o mal aos inimigos, porque as vezes as aparências podem enganar, um homem justo deve sempre agir como um homem justo e não apenas parecer com um homem justo. Neste diálogo entra Trasímaco, que faz um desafio a Sócrates para que ele responda um argumento que fala que a justiça consiste naquele que é mais forte, naquele que tem o poder, Sócrates nega essa pergunta falando sobre as várias artes que existem e falando que cada uma delas não defende seus próprios interesses mas os interesses daqueles que está destinada. A justiça é um bem para os outros e não para si. Trasímaco passa a dizer que a injustiça é superior a justiça, falando que a injustiça se identifica com a virtude, Sócrates recusa essa afirmação dizendo que a injustiça deixa enfraquecida a ação do homem por causa das discórdias que geram devido a injustiça. O primeiro livro termina com

Relacionados

  • Platão e a republica
    1297 palavras | 6 páginas
  • A república de platão
    524 palavras | 3 páginas
  • A republica de platão
    1171 palavras | 5 páginas
  • A República de Platão
    4877 palavras | 20 páginas
  • republica de platão
    939 palavras | 4 páginas
  • A república - platão
    6503 palavras | 27 páginas
  • A República de Platão.
    3888 palavras | 16 páginas
  • platao- república
    616 palavras | 3 páginas
  • Platão a Republica
    5011 palavras | 21 páginas
  • A república - platão
    9888 palavras | 40 páginas