A relação dos alunos com a escola pública

Páginas: 8 (1992 palavras) Publicado: 10 de junho de 2013
A RELAÇÃO DOS ALUNOS COM A ESCOLA PÚBLICA

Tornou-se comum dizer que a escola pública está em crise, desmoronando e fadada até mesmo ao desaparecimento. Porém, esta instituição mantém uma rara e enorme capacidade de sobrevivência, buscando atualizar-se junto às mudanças sociais, tecnológicas e culturais. Ainda que limitada ao ler, escrever, contar continua reproduzindo um projeto vigente. Nenhumaoutra instituição recebeu tantos adjetivos quanto a escola pública. Nos anos 70 foi denominada de tecnicista, nos anos 80, foi considerada elitista, excludente, burocrática, reprodutora. Nos anos 90, por conta das teses neoliberais, foi considerada incompetente, e seus profissionais improdutivos. Estudos historiográficos recentes sobre educação pública vêm insistindo sobre a necessidade de seestabelecer uma distinção entre Escola Particular, Escola Estatal, Escola Pública e Escolar Popular. A primeira sendo mantida por grupos particulares, geralmente religiosos; a Segunda, mantida pelo Estado e que atende a maioria da população, no período republicano serviu para civilizar as massas; A terceira seria aquelas as quais nascem de iniciativas de grupos étnicos a fim de atender os interessese necessidades desse grupo, com organização própria e que se mantém com recursos não necessariamente estatais (SANFELICE, 2001, 95). Falar sobre a Escola Pública Brasileira nos nossos dias é uma tarefa arriscada. A Escola Pública de há uns 60 anos, era muito diferente de hoje. Os alunos chegavam na hora, faziam fila, cantavam o Hino Nacional, os alunos entravam ordeiramente na sala, obedeciam aosprofessores e – quando se tratava de uma escola rural - também plantavam e colhiam legumes, além dos primeiros de classe terem o privilégio de plantar uma árvore, claro, no Dia da Árvore. Mas, não se deixavam levar pela idealização do passado. As professoras também humilhavam os alunos que fungavam na sala e não levavam lenço, ficavam de mau humor e não explicavam uma segunda vez, mandavambilhetes para as mães, expulsavam alunos de sala e, nos casos considerados de “grave indisciplina” havia suspensão ou transferência para outra escola. Os alunos faziam gazeta, bagunçavam a aula, roubavam legumes

– mas, tudo isso acontecia num nível “brando”. A revolta se manifestava mais claramente do lado de fora da escola, em atritos e brigas. Todo mundo temia a reprovação, que acontecia em grandeescala, e podia decidir o destino de cada um, embora não se fosse consciente desta verdade. Afinal, por que caiu tanto a qualidade do ensino oferecido pela escola pública? Sabemos que, até o final da década de 60, os alunos que terminavam o antigo curso primário eram capazes de ler e interpretar textos; produzir composições sobre temas compatíveis com sua escolaridade; dominar as quatro operações eresolver problemas utilizando conhecimentos de

matemática. Os alunos daquela época, ao fim do curso primário, também demonstravam algum conhecimento de História do Brasil, Geografia e Ciências. Tudo isso quando as férias escolares eram maiores: no meio do ano, um mês inteiro; ao final do ano, quase três meses. Desde a década de 70, mais ou menos, a escola brasileira vive a triste realidade de nãoser capaz de preparar a contento nossos estudantes. Este é o maior de seus inúmeros problemas. O que se constata é que grande parte do alunado da escola pública, grosso modo, chega ao último ano do segundo grau completamente despreparado. E a pergunta que não quer calar é: Por que isso ocorre?

Estamos falando sobre a escola pública, como se a particular estivesse acima dessa discussão, ou seja,como se a escola particular preparasse muitíssimo bem os alunos. Com raras exceções, não prepara. O que se vê são milhares de jovens terminando o curso superior, seguindo iludidos num faz-deconta que só acaba quando buscam o mercado de trabalho, e este não lhes dá espaço; o mercado de trabalho é exigente e implacável: só aceita os melhores, os que estão realmente capacitados.

Mas hoje colocamos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Relação entre a escola, o aluno e o professor
  • Percepção dos alunos do ensino médio em escolas públicas e particulares em relação ao ensino de biologia
  • indisciplina na escola, a relação professor e aluno
  • Indisciplina na escola: relação aluno e professor.
  • A relação professor e aluno e afetividade nas escolas
  • Ginástica para Pais e Alunos em Escolas Públicas
  • O PERFIL DOS ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS E PRIVADAS:
  • a inclusao do aluno surdo na escolas publicas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!