a praticas educativas como ensinar

Páginas: 7 (1730 palavras) Publicado: 21 de julho de 2014

Disciplina: História da Educação
Docente: Maria Lúcia
Equipe: Camila / RA:
Denise Lopes / RA:
Luciana Azevedo / RA:
Luisa / RA:
Selma Marinho / RA:

Objetivo: O objetivo do texto é fomentar a discussão sobre a necessidade de reconstruir a sociedade brasileira por uma nova educação, pressupondo a organização do ensino com base nas atividades do país e, delegando ao Estado a função dezelar por todo o processo educativo - desde a educação infantil até a universidade.

O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova (1932)

A reconstrução educacional no Brasil – ao povo e ao governo
Os pioneiros da educação nova constaram que o sistema de organização educacional do país é fragmentário e desarticulado. As principais causas para o aparelho escolar estar inorganizado são a falta deespírito filosófico e científico além da falta de unidade e continuidade no plano de reformas no sistema escolar.
Os fins da educação são filosóficos e os meios da educação são científicos: a educação deve se assentar em conhecimentos científicos específicos (da ciência que vai ensinar) e filosóficos e gerais, para perceber além do “aparente e do efêmero”.

Movimento de renovação educacionalSob a inspiração de novos ideais de educação, se gerou no Brasil o movimento de reconstrução educacional, com que pretendeu um grupo de educadores, transferir do terreno administrativo para os planos político-sociais a solução dos problemas escolares, visto que em outros países da América Espanhola já se operava uma transformação profunda no aparelho educacional.
Por que temos que manter asinstituições atrasadas? Por que a educação escolar não acompanha a modernização que ocorre em todos os aspectos da sociedade? A ciência e a filosofia devem estar na base das preocupações. As reformas educacionais produzidas em alguns sistemas educacionais no início do século XX compreenderam a complexidade social e se apoiaram na ciência.

Diretrizes que se esclarecem
Era preciso, assumir umadireção cada vez mais firme a esse movimento já agora nacional e levá-lo a seu ponto culminante com uma noção clara e definida de suas aspirações e suas responsabilidades. Aos que tomaram posição de renovação educacional, cabia o dever de formular, em documento público, as bases e diretrizes do movimento que souberam provocar, definindo, perante o público e o governo, a posição que conquistaram e vêmmantendo desde o início das hostilidades contra a escola tradicional.
Diretrizes novas que se esclarecem nesse período (espírito novo; gosto pela crítica e debate; consciência da necessidade de aperfeiçoamento constante) posicionam a vanguarda da campanha de renovação educacional.

Reformas e Reforma
Em cada uma das reformas anteriores, em que se sobressaltava a falta de uma visão global doproblema educativo, a força inspiradora ou a energia estimulante mudou apenas de forma, dando soluções diferentes aos problemas particulares. Uma reforma que sobressai é a reforma social: ação da escola sobre o indivíduo. Esta reforma não pode ser superficial e nem tampouco parcial. Deverá ter um “plano integral”.

Finalidades da educação
Educação = filosofia de vida = estrutura social. A educaçãonova é uma reação categórica, intencional e sistemática ante a velha estrutura. Educação não mais como um privilégio de classe, mas assumindo seu “caráter biológico” deverá reconhecer as “aptidões naturais” dos indivíduos – a educação além dos limites de classe assume feições mais humanas. “Hierarquia” das capacidades recrutadas em todas as classes sociais. A Educação Nova não deve servir aosinteresses de classe, mas aos interesses dos indivíduos.

Valores mutáveis e valores permanentes
Trabalho, um valor permanente sobre o qual se assenta a educação, é o “único método suscetível de fazer homens cultivados e uteis sob todos os aspectos”.
Valorizam-se a solidariedade, cooperação, consciência social, espírito de justiça de renúncia e disciplina: “Se se quer servir à humanidade, é...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Prática Educativa de Como Ensinar
  • A prática educativa: como ensinar?
  • A PRÁTICA EDUCATIVA: COMO ENSINAR
  • pratica educativas
  • Prática educativa
  • Prática educativa
  • Práticas educativas
  • pratica educativa

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!