A pluralidade formal e temática em macunaíma, de mário de andrade

Páginas: 6 (1360 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
1. Introdução
Mário de Andrade foi, definitivamente, um escritor de grande importância para a literatura brasileira. Dentre suas obras, “Macunaíma” merece grande destaque pela inovação trazida e por sua vastíssima quantidade de elementos marcantes. Trata-se de uma rapsódia que busca ir às raízes brasileiras, sondar o caráter nacional e retratar de maneira caricata e muito peculiar as aventurasde um herói às avessas, que dá nome ao livro.
Segundo Telê Ancona Lopes, é uma fusão de “romance popular”, de “rapsódia” e “poema herói-cômico”:
“É romance popular porque faz viver um herói popular como centro dos episódios e das peripécias da obra; uma rapsódia porque espelha a ética e a psicologia nacional no passado e no presente; é um poema malazartiano porque satiriza a sociedade atravésda personagem procurando dar um rimo narrativo poético: espontaneidade nas palavras, conceituações através de imagens, universo mitológico, dinamismo musical nas enumerações, nas descrições. É um marco no modernismo como prosa experimental.” (LOPEZ, 1974, p.9)
2. Tempo e Espaço
Inicialmente, pode-se destacar que a obra apesar de ter sua origem em um mito latino-americano, safando-se do “mito doindígena brasileiro”, problematiza esteticamente a questão da identidade nacional, o popular, a cultura e o primitivismo do nosso povo. A obra é construída de maneira a contemplar as diversas nuances de um povo multifacetado e plural como o latinoamericano, desta forma é construída de maneira “desgeograficada”, com distâncias locais inexistentes. Desta forma, por exemplo, tem se o trecho em queMacunaíma está em Manaus e poucas linhas depois, na Argentina:
“Caminhou caminhou caminhou e já perto de Manaus ia correndo quando o cavalo deu uma topada que arrancouchão. No fundo do buraco [...] Macunaíma esporeou o cardão-pedrez e depois de perto de Mendozana Argentina quasi dar um esbarrão num galé que também vinhafugindo da Guiana Francesa, chegou num lugar onde uns padresestavam melando.”(ANDRADE, pág. 107 )
Sendo assim, nesta tentativa desgeograficadora, Mário de Andrade subverte o espaço, encurtando e alterando distâncias. No entanto, não apenas o espaço é subvertido, o tempo também. Não se sabe ao certo quando acontece cada fato, sua exata cronologia e tempo de acontecimento. Os fatos sucedem sem que haja referência ao tempo de duração, ao dia, à determinação do momento doacontecimento.
3. Linguagem
Outra característica marcante da obra é a linguagem utilizada, esta representa as tensões entre oralidade e escrita, entre o padrão e o popular e o regional e o formal. Sendo assim, a obra é escrita em tom próximo da fala, com muitos termos regionais/populares, em uma busca por aproximação com o leitor e sua realidade. A exemplo disso, tem-se:
“Si o incitavam afalar exclamava:
— Ai! que preguiça!. . .
e não dizia mais nada." Ficava no canto da maloca,trepado no jirau de paxiúba, espiando o trabalho dos outros e principalmente os dois manos que tinha, Maanape já velhinho e Jiguê na força de homem. O divertimento dele era decepar cabeça de saúva. Vivia deitado mas si punha os olhos em dinheiro, Macunaíma dandavapra ganhar vintém.”
(IDEM, pág.5-6)
Note-se neste trecho o uso de mudanças ortográficas, tais como “si” no lugar de “se”, indicando essa aproximação da fala, visto que na língua oral esta palavra é assim pronunciada; de palavras de uso coloquial, tal como “trepado”, “dandava”e “vintém”; e de palavras de elementos da natureza de origem indígena, como “jirau de paxiúba”.
Entretanto, no capítulo “Carta pras Icamiabas”, o autoradota um discurso completamente diferente, empregando um vocabulário formal e construção padrão. Tal fato remete a uma crítica do autor ao eruditismo na literatura, o exagero formal que resulta em uma linguagem de difícil acesso e entendimento, restrita a uma pequena parcela da população. Segue o exemplo:
“Não pouco vos surpreenderá, por certo, o endereço e a literatura desta missiva....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Tematica sobre mario de andrade
  • LEITURA, RESUMO E ANÁLISE DA OBRA DE MÁRIO DE ANDRADE: MACUNAÍMA
  • Comparando o heroi Macunaima, de Mario de Andrade, ao herói Peri, de Jose de Alencar
  • 1- Comparando o herói macunaima, de mário de andrade, ao herói peri, de josé de alencar:
  • Mário de andrade
  • Mario de Andrade
  • Mario de Andrade
  • Mario de Andrade

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!