A Pequena Vendedora de Fósforos

Páginas: 4 (974 palavras) Publicado: 17 de dezembro de 2013
 A Pequena Vendedora de Fósforos

Fazia um frio terrível; caía a neve e estava quase escuro; a noite descia: a última noite do ano. 
Em meio ao frio e à escuridão uma pobre menininha, depés no chão e cabeça descoberta, caminhava pelas ruas. 
Quando saiu de casa trazia chinelos; mas de nada adiantavam, eram chinelos tão grandes para seus pequenos pezinhos, eram os antigos chinelos desua mãe.
A menininha os perdera quando escorregara na estrada, onde duas carruagens passaram terrivelmente depressa, sacolejando. 
Um dos chinelos não mais foi encontrado, e um menino se apoderara dooutro e fugira correndo. 
Depois disso a menininha caminhou de pés nus - já vermelhos e roxos de frio. 
Dentro de um velho avental carregava alguns fósforos, e um feixinho deles na mão. 
Ninguémlhe comprara nenhum naquele dia, e ela não ganhara sequer um níquel. 
Tremendo de frio e fome, lá ia quase de rastos a pobre menina, verdadeira imagem da miséria! 
Os flocos de neve lhe cobriam oslongos cabelos, que lhe caíam sobre o pescoço em lindos cachos; mas agora ela não pensava nisso. 
Luzes brilhavam em todas as janelas, e enchia o ar um delicioso cheiro de ganso assado, pois era vésperade Ano Novo. 
Sim: nisso ela pensava! 
Numa esquina formada por duas casas, uma das quais avançava mais que a outra, a menininha ficou sentada; levantara os pés, mas sentia um frio ainda maior. Não ousava voltar para casa sem vender sequer um fósforo e, portanto sem levar um único tostão. 
O pai naturalmente a espancaria e, além disso, em casa fazia frio, pois nada tinham como abrigo, excetoum telhado onde o vento assobiava através das frinchas maiores, tapadas com palha e trapos. 
Suas mãozinhas estavam duras de frio. 
Ah! Bem que um fósforo lhe faria bem, se ela pudesse tirar só umdo embrulho, riscá-lo na parede e aquecer as mãos à sua luz! 
Tirou um: trec! O fósforo lançou faíscas, acendeu-se. 
Era uma cálida chama luminosa; parecia uma vela pequenina quando ela o abrigou...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • a pequena vendedora de fosforos
  • A infância subtraída: uma leitura do conto “a pequena vendedora de fósforos”, de andersen
  • comentario A VENDEDORA DE FOSFOROS
  • vendedora
  • vendedora
  • Vendedora
  • VENDEDORA
  • Fosforo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!