A noção de justiça em platão

Páginas: 11 (2559 palavras) Publicado: 22 de abril de 2013
A noção de justiça em Platão
A força é a negação da justiça. No entanto, sem o uso da força, a humanidade jamais teria sido capaz de descobrir o que é a justiça e como se deve agir para ser justo.
Ao assistir a condenação de Sócrates, que era, em sua opinião, “o mais justo dos homens de meu tempo”, sua vida tomou um novo rumo: a busca de uma reflexão a partir da qual fosse possível encontrar osignificado teórico no sentido de encontrar o conteúdo da ideia de justiça, mas também o significado pratico, no sentido de encontrar um modo pelo qual fosse possível uma nova ordem política que restituísse a justiça as sociedades humanas.
A morte de Sócrates ensinou Platão que a vida humana não esta vinculada ao conceito de justiça, a vida lhe ensinou que não é possível a condição humana viversem uma reflexão inerente a pratica da justiça.
Antes de Platão
A noção de justiça, enquanto pratica de restauração da justiça, já está presente nos primórdios da cultura grega, na mais remota antiguidade. Talvez se possa dizer que, antes de Platão, a justiça era entendida como o ajustamento necessário de forças – que se opõem exatamente para estabelecer a ordem cósmica.
Era tido por “justo”todo equilíbrio entre forças opostas ou divergentes, por haver uma lei interna que retira do movimento universal seu aparente caráter aleatório e lhe atribui uma harmonia própria e absolutamente necessária. Esta noção de uma justiça natural presente na ordem universal foi também uma das principais fontes inspiradoras da busca de conhecimento e da reflexão sobre a presença da justiça como uma ideia naqual Platão buscava um sentido oculto para a vida humana.
A ordem justa e a injustiça humana
Foi muito antes de Platão que apareceram os contrastes entre este caráter ordenado e justo do mundo físico e as injustiças inerentes aos atos e aos fatos da vida humana. Foi na vida humana, enquanto relacionamento entre indivíduos e principalmente enquanto convivência social, que a injustiça encaminhouo pensamento a procura pelo sentido da justiça.
Em Platão, o ser humano descobriu-se injusto. Do convívio social nasceu a noção de que as diferenças emergem das individualidades e da afirmação inerente as individualidades emergem os conflitos. Sendo cada membro da coletividade diferente do outro, a simples necessidade de autoafirmação consistiu a primeira fonte dos conflitos. Surgiram então doistipos de diferenças: a diferença entre um individuo e outro e a diferença entre o humano e o natural. Ao afirmar sua individualidade, o ser humano se vê diante da necessidade da negação do outro. Os grupos humanos se formaram a partir de um processo de afirmação e negação, pelo qual afirmar-se passou a significar a negação do outro. Conhecer-se passou a significar desconhecer o outro – no sentidode entender por justiça: ajusta-se ao outro.
Foi através da injustiça que se chegou a experiência do mal e esta acabou por se tornar a própria fonte da ideia de justiça. Foi por este motivo que os antigos sempre deram o nome de “justos” aos que eram conhecidos por agir bem e por “injustos” os que eram conhecidos por agir mal.
Esta experiência da injustiça ocorre quando qualquer ser humano sedepara com o uso desproporcional da força e quando esta desproporção instaura a evidencia das diferenças naturais entre os seres humanos. O exercício da força de uns contra a dos outros é tanto a revelação das diferenças como também a revelação de algo mais profundo e mais ético: a noção de desigualdade. É a identificação da existência da desigualdade que nasce a percepção da injustiça. Foi destaexperiência do uso injusto da força que emerge o pensamento de Platão sobre a justiça.
A força como afirmação da injustiça
Cada um se põe diante do outro pela força que possui. Inicialmente, se expõe. A seguir, se opõe e, finalmente, se impõe. Há inúmeros modos de impor-se pela força.
Impor-se consiste em conquistar a diferença pela referencia com os outros. No ato de referir-se há também algo a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A noção de justiça para platão
  • A Noção de justiça
  • A justiça em platão
  • platao e justiça
  • a justiça para platão
  • A justiça em platão
  • Justiça em Platão
  • O que é justiça para Platão

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!