A NATUREZA DO SERVIÇO SOCIAL NA SUA GÊNESE

Páginas: 6 (1497 palavras) Publicado: 26 de agosto de 2014
A NATUREZA DO SERVIÇO SOCIAL NA SUA GÊNESE

A princípio o texto expressa que autores e profissionais trilham por duas determinadas teses, com objetivo de melhor encontrar respostas para o surgimento do Serviço Social. E é através da compreensão de uma ou de outra tese, que poderemos ser capazes de compreender o tripé que envolve políticas sociais, gênese do Serviço Social elegitimação. Notando, essencialmente, que estas teses não são de fato opostas, gerando certas semelhanças, onde o que mais as difere é a abrangência com que tratam a questão da origem do Serviço Social, uma de maneira mais singular e individualista e outra de maneira totalizante.

1. A GÊNESE DO SERVIÇO SOCIAL: duas teses sobre a natureza profissional:

As teses que tratam da gênesis do Serviço Socialnecessariamente não são distintas, mas se enfrentam como interpretação extrema sobre o tema de maneira que aparecem como alternativas e se excluem.

1.1  A perspectiva Endogenista:

Tem como base que o Serviço Social tem origem do processo de evolução, organização e profissionalização das antigas formas de ajuda, da caridade e da filantropia, que se encontra, há certo tempo, atrelada à ‘questão social’.Os principais representantes desta tese são: Herman Kruse, Ezequiel Ander-Egg, Natálio Kisnerman, Boris Alexis Lima, Ana Augusta de Almeida, Balbina Ottoni Vieira, José Lucna Dantas, etc. A maioria dos teóricos do Serviço Social sustenta esta tese, o que significa que ela é bastante difundida e ‘debatida’. Trata-se de um conjunto de teóricos que defendem a ideia do Serviço Social tradicional maisos autores que buscam ou têm a intenção de ruptura. 

Herman Kruse (1972) usando-se do pensamento de Greewood entende que o “serviço social é uma tecnologia, pois sua ação procura a mudança”. Identificando um paradigma do Serviço Social na perspectiva que o coloca como aplicação de teorias, e outro naquela que situa sua prática como fonte de teorias.

 Natálio Kisnermam (1980) num sentidosemelhante tenta remeter a origem da fundação do Serviço Social para o Positivismo de Augusto Comte, remontando para o século XIX. Compreende a gênese do Serviço Social identificada como uma forma de ajuda sistemática, de orientação Protestante e, por outro lado, como uma forma prática da Sociologia. Para ele “o processo do Serviço Social é dialético (...) e que durante muitos anos não se podeconfrontar com outra forma de auxílio ele aparece como antítese, negando a Assistência Social como momento, mas fica alienado a não fundar uma nova teoria”.

Ezequiel Ander-Egg (1975) e Juan Barriex (s/d.) no mesmo raciocínio fazem uma perfeita distinção entre Serviço Social e Assistência Social, sendo este último como uma ação benéfico assistencial, o Serviço Social, como uma profissão paramédica,parajurídica, asséptica, tecnocrática e desenvolvimentista". Já o trabalho social é a ação conscientizadora que intervém de forma revolucionária.

Boris Aléxis Lima (1986) identifica quatro grandes etapas que caracterizam o Serviço Social, historicamente falando, são elas: pré-técnica, técnica, pré-científica e científica. Deste modo compreende-se uma ‘pseudo-evolução’ de uma fase empírica, nãoinstitucionalizada para uma atividade metodologicamente científica e baseada numa postura profissional. Para esse autor, a história do Serviço Social, “encontra-se ligada aos chamados ‘precursores do trabalho social’, os quais elaboraram as primitivas formas de caridade e filantropia no nascente capitalismo”.

Norberto Alayón (1980), defende que a gênese e especificidade do Serviço Social decorremde um processo que levou a institucionalização das tarefas ‘benéfico-assistenciais’, originando a profissão que conhecemos na atualidade.

Inserido num contexto de análise do Serviço Social, a partir de uma maneira tradicionalista, José Lucena Dantas (in Batista, 1980), classifica a compreensão do Serviço Social em três fases distintas:

O modelo assistencial, que define a natureza das...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A natureza do serviço social e sua gênese.
  • A natureza do Serviço Social na sua gênese- Carlos Montãno
  • Gêneses do serviço social
  • A natureza do serviço social: um ensaio sobre sua gênese, a “especificidade” e sua reprodução
  • A Natureza do Serviço Social: um ensaio sobre sua gênese, a “especificidade” e sua reprodução
  • O Serviço Social e sua Genese
  • Gênese do serviço social
  • serviço Social e sua genese

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!