A linguagem cinematográfica de planos e movimentos

3319 palavras 14 páginas
A linguagem cinematográfica de planos e movimentos Quando estudamos a linguagem cinematográfica de planos e movimentos, fazemos referência, em primeiro lugar, a um conjunto de sinais empregados em uma forma de comunicação. Esta é a definição mais elementar de linguagem.
O cinema e a TV utilizam dois meios para estabelecer a comunicação: a imagem e o som.
O som se divide em três categorias: locução, trilha sonora e efeito sonoro. Já a imagem, assunto deste capítulo, constrói sua comunicação de duas formas: pelo conteúdo da imagem e pela forma com que captamos este conteúdo. O conteúdo é responsável pelo sentido lógico e racional.
A forma potencializa ou minimiza a dramaticidade do conteúdo.
Em um exemplo direto, a imagem de uma pessoa levando um tiro na cabeça choca o espectador de qualquer forma. A imagem é captada pelo olho, compreendida pelo cérebro, e seu conteúdo produz uma sensação desagradável, pelo menos para uma pessoa normal.
Entretanto, a distância e o posicionamento da imagem influem muito na dramaticidade do ocorrido, seja para um beijo em uma telenovela, as lágrimas de uma criança em um telejornal ou o discurso de um político em sua campanha eleitoral.
Esta capacidade de aumentar ou diminuir a dramaticidade da cena monta um dos paradigmas mais elementares da linguagem cinematográfica, traduzindo-se da seguinte forma:
A distância do plano em que a câmera capta o personagem é igual à distância do personagem para o espectador.
Os planos
Plano de câmera é o nome dado a uma imagem capturada por uma câmera de cinema ou vídeo, que enquadre algo, geralmente um ser humano, de uma forma previamente definida.
O primeiro cineasta a nomear e padronizar estes enquadramentos foi o norte-americano David Griffith e, por esta razão, ele é considerado por algumas escolas de cinema o pai da linguagem cinematográfica.
Na verdade, a linguagem griffitiniana não é a única linguagem de cinema e muitos cineastas simplesmente a ignoram em

Relacionados

  • resumo
    1071 palavras | 5 páginas
  • Linguagem Cinematrografica
    1252 palavras | 6 páginas
  • interpretação para cinema
    26919 palavras | 108 páginas
  • A LINGUAGEM CINEMATOGR FICA aline
    622 palavras | 3 páginas
  • Analise filme crash no limite
    6101 palavras | 25 páginas
  • Um breve Resumo da história do cinema.
    2025 palavras | 9 páginas
  • Publicidade e linguagem
    1274 palavras | 6 páginas
  • Fichamento-Estética do Cinema
    2610 palavras | 11 páginas
  • Análise da Estética fílmica
    2658 palavras | 11 páginas
  • Estruturas Narrativas
    328 palavras | 2 páginas