A lógica da criação literária, Kate Hamburger

Páginas: 58 (14394 palavras) Publicado: 30 de novembro de 2013
 RESUMO

A LÓGICA DA CRIAÇÃO LITERÁRIA



HAMBURGER, Käte. A lógica da criação literária. São Paulo: Perspectiva,1986.




Introdução

A presente obra surge com a finalidade de apresentar a lógica do sistema literário. Apesar de parecer um equívoco falar em uma lógica para a literatura, domínio da fruição e da Estética, não essencialmente do pensar, é possível sim, segundoHamburger, atribuir-lhe lógica devido à situação particular em que se encontra no sistema artístico. Esse conceito de lógica deve ser compreendido em sentido indireto: é legítimo pela existência de uma lógica linguística. E essa lógica lingüística pode “exprimir a relação da lógica do pensamento” (1986, p. VI).

A lógica linguística no sentido de Wittgenstein e de Husserl – cujos objetivos eram,respectivamente, analisar criticamente a capacidade da linguagem de representar pensamentos destituídos de rebuscamentos e, de modo mais restrito, estudar a Lógica iniciando com discussões linguísticas – é vista conforme sua capacidade de expressar tanto pensamentos quanto suas leis.

Contrariamente a essas tendências, a lógica da arte literária defendida na obra vê “a linguagem como materialconfigurativo da criação literária” bem como “veículo através do qual se realiza a vida humana propriamente dita” (1986, p. VIII). Mas a lógica lingüística de criação literária defendida por Hamburger não é uma crítica a postura de Wittgenstein, e sim uma “teoria da linguagem” (1986, p. VIII), cujo intento é o de analisar em que medida a linguagem que produz as formas literárias é diferente dalinguagem trivial, cotidiana. Esta teoria lingüística será desenvolvida como teoria do enunciado, no decorrer da obra.

Para a autora, tanto as teorias antigas quanto as mais recentes de criação literária não chegaram a resultados realmente satisfatórios, pois a relação entre Arte literária e o sistema lingüístico também não foi assimilada com nitidez. Somente quando isso ocorre, é possível perceberum fenômeno específico da criação literária, a saber, a dificuldade de sua delimitação. Com a definição de Hegel para arte literária “‘aquela arte toda especial em que a arte começa a se dissolver’” (1986, p. IX), percebemos que apesar de clarificar o aspecto lógico presente na obra literária, surgem, com frequência, fenômenos inesperados. Assim, o problema dos gêneros recebe respostas diversas,como a de Goethe e, mais recentemente, de Emil Staiger. Apesar das diferentes interpretações, é fato que os gêneros literários são formas fixas e a maneira de apresentação dessa obra – seu gênero, portanto – determina o nosso contato com ela.

Para Hamburger, também foi pouco considerado nas obras de crítica e interpretação literária o aspecto de transmissão do ficcional nas obras narrativas oudramáticas, o que não ocorre com a poesia lírica. Mas o que é transmitido como vivência é, para a autora, causado pelos próprios fenômenos transmissores. Tais fenômenos são a lírica, o epos e o drama, sendo que, o primeiro transmite a vivência da realidade e os últimos, a vivência ficcional.

Tais distinções são causadas pelas estruturas linguísticas que as fundamentam. Apoiada no sentidofenomenológico de Goethe – “Que não se busque nada atrás dos fenômenos, pois eles são em si a doutrina” (1986, p. X) - a autora salienta que a lógica da criação literária é, por conseguinte, sua fenomenologia. Dessa maneira, os fenômenos são a própria teoria, pois são, ao mesmo tempo, sintomas. A Arte literária pertence, assim como a linguagem aos fenômenos altamente ricos em sintomas esclarecida apartir de sua “estrutura lógica oculta” (1986, p. XI).

Os poetas não são, segundo a autora, mais cientes do uso dessa estrutura lógica do que nós, que a usamos sem percebermos, seja em nossos pensamentos, seja na comunicação verbal. Estas regras, se descobertas pelo escritor, podem ser valiosas, auxiliando-o a desvendar os segredos ocultos da criação literária. Hamburger ressalta que, ao...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Bolsa criação literária
  • A criação do texto literaria
  • hamburger
  • Kate
  • LITERÁRIA
  • criacao
  • Criação
  • A Criação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!