A Inserção do Assitente Social na Politica da Educação

Páginas: 7 (1739 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
Dimensões que
particularizam a inserção dos
A.S na Política de Educação

A inserção de assistentes sociais na Política de Educação, ao longo
das ultimas duas décadas, responde sobre tudo as exigências
socioinstitucionais de ampliação das condições de acesso e de
permanência da população nos diferentes níveis e modalidades de
educação apartir de mediações de programas governamentaisinstituídos mediante as pressões de sujeitos políticos que atuam no
âmbito da sociedade civil.
As principais estratégicas de ampliação do acesso á educação
escolarizada estão apoiadas no pretesto de que tal ação não cabe
exclusivamente ao Estado, sendo diferente com determinados
setores da sociedade civil e com o próprio empresariado como parte
de um amplo esforço de legitimação do consenso emtorno da
sociedade burguesa.
A defesa das condições de acesso á educação escolarizada adquire
para as assistentes sociais condições necessárias a efetiva
universalização do acesso á educação e de sua consolidação como
política pública como direito social, exigindo uma competência teórica
e política, traduzida em estratégicas e procedimentos de ação dos/as
assistentes sociais.

A inserçãoe atuação dos assistentes sociais na política da
educação, observou-se na verdade um descompasso nas
estratégias que visam assegurar acesso a permanência, a
permanência dos estudantes de diferentes níveis da política
educacional ainda e uma das principais pauta de luta dos
movimentos sociais e em particular dos movimentos estudantil hoje.
Um dos grandes desafios dos profissionais deassistentes sociais na
política da educação e compreender as estratégias forjadas no
sentido de assegurar as condições de permanência na educação
escolarizada. Onde as desigualdades sociais atravessam a política
educacional e que em ultima instância, expressa a desigualdades
sociais que está política contribui para reproduzir.
A qualidade da educação aqui referida ela envolve uma densa
formaçãointelectual, com domínio de habilidades e conteúdo
formativos também engloba a produção de um conjunto de valores
e práticas sociais alicerçadas a diversidades humana e aos direitos
humanos, na livre orientação e expressão sexual na livre identidade
de gênero, de cunho não sexista não racista e não
homofóbica/lesbofóbica /transfóbica fundamentais á autonomia dos
sujeitos singulares e coletivose ao processo de emancipação
humana.

A preocupação com a qualidade não deve ser capturadas pelas
armadilhas e artimanhas que os discursos hegemônicos difundem a
partir da pedagogia das competências , com os paradigmas do
empreendedorismo e da empregabilidade, com os investimentos
em projetos pedagógicos voltados para se alcançar eficiência e
eficácia na gestão educacional. Trata-se, aocontrário de afirmar
outros significados para a educação, numa direção contrahegemonica, cuja objetivação impõe ao trabalho profissional uma
visibilidade social e política de amplo conjunto de sujeitos coletivos
e uma fundamentada, político-pedagogico mediação com as
condições dos sujeitos singulares com os quais atuam no cotidiano
institucional.
A atuação do assistente social adquire umadimensão estratégica
no processo de luta pela qualidade da educação, visto na condição
de sujeito coletivo já vem atuando nos processos de luta pelo
reconhecimento dessa política como integrante da seguridade
social, ampliando assim o alcance do campo da proteção social do
país. A atuação profissional busca ampliar o horizonte políticopedagogico das abordagens individuais e grupais voltadas paradiscussões temáticas.

A atuação profissional de assistentes sociais na defesa dos
processos de gestão democrática da escola e da própria Política da
Educação não podem estar dissociada. Atuar nesta direção traz
como desafios o reconhecimento dos vínculos entre a dinâmica
própria aos estabelecimentos educacionais. As ações profissionais
não se sustentam, neste sentido, sobre quaisquer...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • INSERÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO
  • A inserção do assitente social no espaço escolar
  • A inserção do assistente social na educação
  • a inserção do serviço social na educação
  • projeto
  • Politica social, educação e cidadania
  • Políticas de saúde: histórico e inserção do assistente social
  • O percurso histórico de inserção da psicologia no contexto das políticas sociais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!