A importância da organização e dos cuidados do Enfermeiro

Páginas: 6 (1374 palavras) Publicado: 3 de maio de 2014

INTRODUÇÃO
Esse trabalho foi desenvolvido através de uma visita ao hospital universitário sul fluminense (HUSP) onde tivemos a oportunidade de recolher e analisar dados do prontuários. Podendo assim vivenciar as teorias de Wanda Horta e Ida Jean Orlando. Teorias essas visam o cuidado do ser humano no atendimento de suas necessidades. Neste estudo compreendemos os problemas que se encontra opaciente em relação em suas necessidades básicas.
























OBJETIVO
Esse trabalho teve como objetivo o contato com os prontuários para que através das informações pudéssemos realizar um levantamento de dados para tornar possível vivenciar as teorias de Wanda Horta e Ida Orlando.



























METODOS
Os meiosque usamos para o desenvolvimento desse estudo foram primeiro a analise na coleta de dados no prontuário, logo após tivemos a oportunidade de assistir um paciente com uma breve conversa e com algumas perguntas e também o estudo das apostilas de Wanda Horta e Ida Orlando.


























DESENVOLVIMENTO
Podemos afirmar que a enfermeira Wanda Horta foi umavisionária, uma pessoa que via na enfermagem mais que uma profissão, antes, talvez um estilo de vida em que eu a dedicação ao bem estar no paciente ocupava o topo da lista de prioridades na área de saúde. Pode-se observar por suas teorias e suas intenções com a mesma, uma indiscutível preocupação com a saúde no verdadeiro sentido da palavra, desde proporcionar conforto ao paciente em convalescença até ospequenos detalhes na aplicação de cuidados básicos para execução de procedimentos essências.
Exigir hoje de um enfermeiro a abnegação exempplar de Wanda Horta pode parecer utópico, mas isso acontece principalmente por que a enfermagem passou a ser vista como carreira com degraus a serem ultrapassados, com adjetivos puramente profissionais, o paciente se tornou cliente, perceber um serviço esolucionar o problema que aflige apenas um cargo da função. Como quase tudo tem mudado com tendência de unificar a fórmula de pensar (globalização) a enfermagem que no começo de suas atividades sofria com uma série de preconceitos injustos, pela influencia de Wanda Horta teve indicações do caminho a ser seguida para se tornar uma profissão e principalmente uma ciência com conceitos independentes eindispensáveis; as mudanças aconteceram e foram valiosas, sem duvida, mais ainda falta um caminho longo a ser percorrido.
Na teoria de Wanda Horta vemos que o processo de enfermagem é a dinâmica das ações sistematizadas e inter-relacionadas, visando a assistência do ser humano.
O primeiro passo é: histórico de enfermagem, roteiro sistematizado para o levantamento de dados do ser humano que tornapossível a identificação de seus problemas, convenientemente analisados e avaliados, levam ao segundo passo.
O segundo passo é: Diagnostico de enfermagem, que é a identificação das necessidades do ser humano que precisa do atendimento e a determinação da enfermeira.
O terceiro passo: O plano assistencial, que é a determinação global da assistência de enfermagem que o ser humano deve receberdiante do diagnóstico.
O quarto passo: Plano de cuidados, ou prescrição de enfermagem, que seria a implementação do plano assistencial diário, que coordena a ação da equipe de enfermagem na execução dos cuidados ao atendimento das necessidades básicas e específicas do ser humano, cuidado e avaliado sempre.
O quinto passo: Evolução da enfermagem, relato diário verificando-se a evolução é possívelavaliar a resposta do ser humano à assistência de enfermagem implementada.
O sexto passo: prognóstico de enfermagem, estimativa da capacidade do ser humano em atender suas necessidades básicas. Vemos então, hoje em dia um enfermeiro tem que não apenas medicar, mas sim avaliar, observar se existem formas ou atitudes específicas neste ser humano, determinar o cuidar, verificar e obtiver resultados,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A IMPORTÂNCIA DO ENFERMEIRO EM CUIDADOS PALIATIVOS-
  • cuidado do enfermeiro
  • A importancia do Enfermeiro
  • Cuidado paliativo o papel do enfermeiro
  • A formação do enfermeiro para o cuidado humanizado
  • formação do enfermeiro e o cuidado
  • a importância da organização
  • O papel do enfermeiro no cuidado ao paciente politraumatizado

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!