A imagem no ensino da arte

Páginas: 20 (4758 palavras) Publicado: 31 de maio de 2013
Revista PALÍNDROMO 1 KONESKI, Anita P.

A ESTRANHA “FALA” DA ARTE CONTEMPORÂNEA E O ENSINO DA ARTE

Profa. Dra. Anita Prado Koneski Universidade do Estado de Santa Catarina, CEART/UDESC

Resumo: O presente texto propõe-se a discutir a questão da leitura da obra de arte contemporânea, definindo-a como arte de difícil acesso, para a qual não servem mais os paradigmas de leitura do passado.Para tanto, apresenta reflexões a partir de Levinas e Blanchot como possível proposta de abordagem da arte contemporânea, para iniciar as reflexões a esse respeito, pensando no ensino da arte. Blanchot e Levinas partem da idéia de arte como Infinito, ou seja, a arte que se apresenta como impossibilidade de “leitura”. A partir do exposto, observamos que estamos diante de um questionamento: como ficao ensino da arte contemporânea diante da impossibilidade de leitura? Ou, como fica o ensino da arte diante da perda dos fundamentos que tínhamos até então para ler a arte? Palavras-chave: Arte; Arte contemporânea; Arte-educação; Arte-educador.

1. Introdução Penso ser um gesto de respeito iniciar este texto dizendo que não atuo diretamente nas disciplinas de arte direcionadas à Educação, porém,por outro lado, não entendo as disciplinas, sejam elas quais forem, dentro do CEART, Centro de Artes da Universidade do estado de Santa Catarina, no qual atuo, sem uma implicação direta na formação de arte-educadores. Assim, no hábito de pensar sobre a arte (seu papel e sua interpretação), sempre me surpreendo, a cada reflexão, ou em cada pensador que estudo, indagando-me: como ficaria estepensamento voltado para o ensino da arte? Foi, portanto, diante de questionamentos desse teor, que me encontrei, o tempo todo, por ocasião das leituras que participaram de minha tese, e, especificamente, diante das “falas”, sempre tão fortes, dos autores que escolhi, Emmanuel Levinas e Maurice Blanchot. Problematizei, por vários momentos, as questões voltadas para a ArteEducação, mas como essa questãonão estava formalizada para fazer parte da
64

Revista PALÍNDROMO 1 KONESKI, Anita P.

tese, anotava os questionamentos com o propósito de desenvolvê-los em outra oportunidade. Confesso que não vejo as questões que pretendo discutir como fáceis, quando direcionadas para a arte-educação, que vêm de uma tradição de leitura de imagens bastante forte, que infere, de certa forma, a possibilidade dedar respostas aos questionamentos da arte. O que proponho é uma reflexão de outro ângulo e resta dizer que não pretendo atribuir às minhas reflexões qualquer verdade. Trata-se de apresentar ou aguçar a possibilidade de pensar a arteeducação por caminhos diversos, no momento em que a arte contemporânea impõe pensamentos “outros” diante da crise de interpretação que vivemos na contemporaneidade emrelação à arte. Trata-se, então, de apresentar a questão e provocar os arte-educadores a uma reflexão motivada por questões extremamente atuais e convidá-los a contribuir para a reflexão, ou incentivá-los a pensar a respeito de um pensamento de “outro modo que ser”, ou seja, de um modo diferente, sem expectativas de resultados. Assim, a problemática que abordo neste ensaio nasceu efetivamente apartir das reflexões inseridas em minha tese, cujo título é: Blanchot, Levinas e a arte do estranhamento. A pergunta para iniciar o presente debate é: como fica a Arte-Educação mediante as propostas de Blanchot, Levinas e tantos outros teóricos que nos cercam hoje com suas teorias semelhantes, a respeito da arte contemporânea? Ou como falar para nossos alunos, ou ensinar arte a partir de uma arteque se posiciona com vocação para o estranhamento, conforme atestam Levinas e Blanchot? Ou, ainda, como ler um objeto de arte que sufoca enquanto é presença de algo que nos parece um absolutamente outro em nosso meio, quando sempre demos a ele a função de contribuir para nossa existência? Estas perguntas fazem sentido especificamente dentro da arte contemporânea que se apresenta, mais do que a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Leitura de imagens no ensino da Arte
  • A imagem no ensino e aprendizagem de Arte
  • A imagem no ensino da arte: resumo do capítulo
  • Poética da imagem no ensino de artes visuais: imagem na educação
  • A importancia da leitura de imagem no ensino de artes
  • A importancia da leitura de imagem no ensino de artes
  • A LEITURA DE IMAGEM COMO INSTRUMENTO PARA O ENSINO DA ARTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
  • Arte e Imagem

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!