A gramatica dançando

Páginas: 21 (5241 palavras) Publicado: 23 de maio de 2011
Introdução

estudo sobre literatura, texto e, principalmente sobre gramática tem desafiado a inteligência e a consciência de muitos estudiosos e professores das letras no que diz respeito as possibilidades que o texto pode nos dá, através das dimensões sintática, que nem sempre a gramática normativa acompanha.

A gramática com suas nomenclaturas podem até da conta das possibilidades,probabilidades de escolha que nosso sistema lingüístico pode nos proporcionar, entretanto se prender a gramática, ou pior, as regras que ela nos proporciona é ficar preso a uma ferramenta de todo um bojo, arcabouço que a língua nos proporciona.

Sabe-se que os PROFESSORES DE PORTUGUÊS objetiva levar o aluno a substituir seus próprios padrões de atividade lingüísticas consideradas erradas einaceitáveis, por outros considerados corretos e aceitáveis. Ao interferir nas habilidades lingüísticas do aluno.

Pois, a cada “faça isso”, corresponde um “não faça aquilo”. Adota-se apenas a gramática normativa, para levar o aluno a dominar a norma padrão culto ou língua padrão e ensinar a variedade escrita da língua.Gramática que às vezes pode nos induzir ao erro. Assim, descobrir,compreender, brilhar, entender, mudar e colocá-la para dançar são tarefas básicas deste livro.

Dentro dessa perspectiva e do campo sintático, morfológico, fonológico e semântico-pragmático, manteve-se aqui a preocupação de trabalhar o conteúdo, principalmente, sintático juntamente com o contexto, esse que será de fundamental importância para que compreenda os argumentos que formam a obra.Preocupa-se em transmitir nesta obra, a qual é composta por dois capítulos, que busca trazer uma visão geral ou particular de cada vocábulo que formam a frase, oração, período, parágrafo, enfim que formam o texto por sua vez, correlacionando a cada assunto da gramática. Mostrando-lhe os equívocos e acertos das nomenclaturas gramaticais.

Em cada analise que se faz e a cada capitulorejeitou-se qualquer tentativa que resultassem no prejuízo coesivo e coerente da gramática normativa. Tudo que se produz neste livro tem como eixo norteador a própria gramática.

Com essa visão, enfim, pretende-se mostrar, para você leitor, através dos capítulos e debates de outros autores como: José Nicola, Ulisses infante, Ernani Terra, Wanderley Geraldi, Barthes, Lajolo e, principalmente, AdoniasFilho e Michel Foucault e outros, para mostrar que gramática, ou melhor, a análise sintática é muito mais do decompor uma frase ou oração, possibilitar os usuários da língua, produzir e compreender textos avaliando a boa ou má formação, ou seja a capacidade de dizer se uma seqüência lingüística é ou não um texto.

Assim, traduz-se a proposta da obra vê e perceber as nomenclaturasgramaticais não como um instrumento de ensino normativo,nesse sentido levar o aluno a compreender e aprender a usar as nomenclaturas de forma consciente, além de permitir a ela passar para um nível mais elevado do desenvolvimento da fala e escrita. Perceber a gramática como uma ferramenta na produção do discurso ou do texto, não como verdade absoluta. Onde tem sido desastre.

Gramática:
As nomenclaturas.ensino de Língua, na maioria dos casos, restringe-se ao ensino da gramática. Focaliza na gramática muito mais a questão das nomenclaturas do que o uso efetivo da linguagem. Se atentarmos bem, vemos que o ensino da gramática tradicional se preocupa com a estruturação da língua sem fornecer meios para tal.

Estudar a gramática na atualidade requer do pesquisador umavisão flexível e abrangente diante da diversidade de enfoques, abordagens e interpretações sobre a produção do conhecimento. Inseridos no debate sobre a norma padrão, os estudiosos sobre o tema no Brasil vêm consolidando nos últimos, a implantação de um novo olhar em relação às nomenclaturas gramaticais, até o resultado final era uma ênfase exagerada as nomenclaturas.

O seu ensino,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • dançando
  • Dançando na escola
  • gramatica
  • gramatica
  • Gramática
  • a gramatica
  • Gramatica
  • GRAMÁTICA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!