A filosofia da educação como questionamento das bases educacionais

Páginas: 7 (1517 palavras) Publicado: 16 de setembro de 2012
Flávia Rodrigues Filgueira

A FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO COMO QUESTIONAMENTO DAS BASES EDUCACIONAIS

Bragança Paulista/ 2012
Flávia Rodrigues Filgueira

A FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO COMO QUESTIONAMENTO DAS BASES EDUCACIONAIS

Trabalho da disciplina Filosofia da Educação, do curso Pedagogia do Centro Universitário UniSEB, sob a orientação do professor Luis Fernando Crespo

BRAGANÇA PAULISTA/2012
* Principais definições de filosofia da educação;
A filosofia da educação é um ramo do pensamento que se dedica à reflexão sobre os processos educativos, à análise do(s) sistema(s) educativo(s), sistematização de métodos didáticos, entre diversas outras temáticas relacionadas com a pedagogia. O seu escopo principal é a compreensão das relações entre o fenômeno educativo e o funcionamento dasociedade.
A educação dentro de uma sociedade não se manifesta como um fim em si mesma, mas sim como um instrumento de manutenção ou transformação social. Assim sendo, ela necessita de pressupostos, de conceitos que fundamentem e orientem os seus caminhos.
A Filosofia fornece á educação uma reflexão sobre a sociedade na qual está situada, sobre o educando, o educador e para onde esses elementospodem caminhar.

* Como se desenvolveu a filosofia da educação ao longo do tempo;
Filosofia antiga
A filosofia é um saber específico e tem uma história que já dura mais de 2.500 anos. A filosofia nasceu na Grécia antiga - costumamos dizer - com os primeiros filósofos, chamados pré-socráticos. Mas a filosofia não é compreendida hoje apenas como um saber específico, mas também como uma atitudeem relação ao conhecimento, o que faz com que seus temas, seus conceitos e suas descobertas sejam constantemente retomados.
A história da filosofia na Antigüidade pode ser dividida em três grandes períodos: o período pré-socrático, a Grécia clássica e a época helenística.
Exemplo da filosofia antiga: Pré-socráticos
Os filósofos que viveram antes da época de Sócrates, como Parmênides eHeráclito, investigaram a origem das coisas e as transformações da natureza. De seus textos só restaram fragmentos. O conhecimento especulativo no período pré-socrático não se distinguia dos outros conhecimentos, como a astronomia, a matemática ou a física.
Tales de Mileto foi o primeiro pensador que podemos chamar de filósofo. Como outros pré-socráticos, Tales dedicou-se a caracterizar o princípio oua matéria de que é feito o mundo. Sustentou que este princípio era a água.
Filosofia Medieval
Com a dissolução do Império romano, as invasões bárbaras e o desaparecimento das instituições, os centros de difusão cultural também se desagregaram. Os chamados "pais da igreja" foram os primeiros filósofos a defender a fé cristã nos primeiros séculos, até aproximadamente o século 8.
Os padres daigreja foram os filósofos que, nesse período, tentaram conciliar a herança clássica greco-romana, com o pensamento cristão. Essa corrente filosófica é conhecida como patrística. A filosofia patrística começa com as epístolas de São Paulo e o evangelho de São João. Essa doutrina tinha também um propósito evangelizador: converter os pagãos à nova religião cristã.
Surgiram idéias e conceitos novos,como os de criação do mundo, pecado original, trindade de Deus, juízo final e ressurreição dos mortos. As questões teológicas, relativas às relações entre fé e razão, ocuparam as reflexões dos principais pensadores da filosofia cristã.
Exemplo de filosofia medieval: Santo Agostinho e a interioridade
Santo Agostinho (354-430) foi o primeiro grande filósofo cristão. Uma de suas principaisformulações foi a idéia de interioridade, isto é, de uma dimensão humana dotada de consciência moral e livre arbítrio.
As idéias filosóficas tornam-se verdades reveladas (reveladas por Deus, através da Bíblia e dos santos) e inquestionáveis. Tornaram-se dogmas. A partir da formulação das idéias da filosofia cristã, abre-se a perspectiva de uma distinção entre verdades reveladas e verdades humanas....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A filosofia da educação como questionamento das bases educacionais.
  • “A filosofia da educação como questionamento das bases educacionais”
  • A filosofia da educação como questionamento das bases educacionais
  • A filosofia da educação como questionamento das bases educacionais
  • Filosofia da educação como questionamento das bases educacionais
  • A filosofia da educação como questionamento das bases educacionais”
  • A filosofia da educação como questionamento das bases educacionais
  • A filosofia da educação como questionamento das bases educacionais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!