A expressão da isoforma de calpastatina responsiva à ractopamina altera a maciez da carne, com implicações na eficiência de crescimento de suínos

Páginas: 30 (7314 palavras) Publicado: 20 de outubro de 2014
Universidade de São Paulo
Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”

A expressão da isoforma de calpastatina responsiva à ractopamina altera a
maciez da carne, com implicações na eficiência de crescimento de suínos

Eric Franchi Leonardo

Tese apresentada para obtenção do título
de Doutor em Agronomia. Área de concentração:
Ciência Animal e Pastagens

Piracicaba
2008

2Eric Franchi Leonardo
Engenheiro Agrônomo

A expressão da isoforma de calpastatina responsiva à ractopamina altera a maciez da
carne, com implicações na eficiência de crescimento de suínos

Orientador:
Prof. Dr. EDUARDO FRANCISQUINE DELGADO

Tese apresentada para obtenção do título
de Doutor em Agronomia. Área de concentração:
Ciência Animal e Pastagens

Piracicaba
2008

DadosInternacionais de Catalogação na Publicação (CIP)
DIVISÃO DE BIBLIOTECA E DOCUMENTAÇÃO - ESALQ/USP

Leonardo, Eric Franchi
A expressão da isoforma de calpastatina responsiva à ractopamina altera a maciez
da carne, com implicações na eficiência de crescimento de suínos / Eric Franchi
Leonardo. - - Piracicaba, 2008.
64 p. : il.
Tese (Doutorado) - - Escola Superior de Agricultura Luiz deQueiroz, 2008.
Bibliografia.
1. Carnes e derivados – Qualidade 2. Crescimento animal 3. Expressão gênica
4. Porco Duroc 5. Porco Large White I. Título
CDD 636.413

“Permitida a cópia total ou parcial deste documento, desde que citada a fonte – O autor”

3

“A felicidade e a realização profissional são conseqüências
naturais de atitudes corretas”. (Epícteto de Hierápolis)

“Não há caridadesem esquecimento dos ultrajes e das
injurias; não há caridade sem perdão, nem com o coração
tomado de ódio”. (Envangelho segundo o Espiritismo)

4

"O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o
amor

não

se

vangloria,

não

se

ensoberbece,

não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios
interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija coma
injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê,
tudo espera, tudo suporta. Agora, pois, permanecem a fé, a
esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor”. (I
Coríntios, 13: 4-7;13)

5

A você

Patricia minha amada, sempre esteve do meu lado, em todos os

momentos de nossas vidas. Minha companheira, minha luz, minha VIDA!

Aos meus pais

Gislem eLuiz Carlos, pelo amor, dedicação e todo

esforço para que eu me tornasse a pessoa que sou hoje. Devo tudo a vocês, AMO
VOCÊS!

As minhas irmãs

Noele e Adriele, pela amizade, pelo carinho e que

mesmo longe sou eternamente grato, amo muito vocês!

Dedico

6

AGRADECIMENTOS
A Deus, pela vida concedida;
À gloriosa Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, por de ter cursado agraduação e a pós-graduação e ser mais um filho ESALQUEANO;
Ao Profº. Drº. Eduardo Francisquine Delgado pela orientação segura, pelos
conhecimentos compartilhados, pela confiança depositada e acima de tudo, pela
amizade construída, muito obrigado;
Ao meu grande amigo e companheiro Ivan Luis Stella, pela amizade, luta, força de
vontade, sem as quais não teríamos sucesso neste trabalho. Asglórias deste trabalho
são suas também, muito obrigado;
Ao Profº. Drº. Dante Pazzanese Lanna, por ceder o seu laboratório para as análises,
muito obrigado;
Ao Profº. Drº. Luiz Lehmann Coutinho, por ceder o seu laboratório e pela grande
colaboração na realização deste trabalho, muito obrigado;
Ao Profº. Drº. Flávio Vieira Meirelles, pela grande colaboração na realização deste
trabalho, muitoobrigado;
Ao Profº. Drº. José Eurico Possebon Cyrino, mais conhecido como Profº. Zico, pela
amizade construída e pelos ensinamentos durante toda minha vida Esalqueana, muito
obrigado;
À Profª. Carmen (LAN) e Carmenzetes, pela grande ajuda dada em nossas análises e
pela oportunidade de conhecer e participar de outros experimentos, muito obrigado;

7

Ao Profº. Drº. Flávio Cesar Almeida...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Metodo de maciez da carne
  • Sistema calpaína-calpastatina e caspases e o papel sobre a proteólise post-mortem e a maciez da carne
  • Exigências de lisina, com base no conceito de proteína ideal, para suínos machos castrados dos 96 aos 120kg,...
  • Implicações no crescimento da produção de bife para a Austrália
  • Bioqu Mica Na Influ Ncia Da Maciez Da Carne
  • Melhoramento da Carne de Suínos Utilizando Sulfato de Magnésio
  • EFICIÊNCIA DO DEJETO SUÍNO NA Brachiaria brizantha CULTIVAR MARANDU
  • Balanço eletrolítico em suínos nas fases de crescimento e terminação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!